colunista

Lorena Dias

É apresentadora e repórter da Rádio Metrópole e escreve para o Mais Região às quartas, a cada duas semanas.
Publicada em 26/10/16 15:51

Controle

Por Lorena Dias
Compartilhe

Teve uma vez que meu irmão perdeu o controle. Na verdade, ele sabia onde estava. Apenas escolheu mal o esconderijo do equipamento que dava poder, àquele que o tivesse em mãos, de escolher a programação da TV. Ele escondeu na área de serviço, perto da lata de lixo. Quando foi procurar, para encerrar nossa briga, o controle havia sido levado, junto às cascas de banana, pacotes vazios e restos de comida.

Teve uma vez que eu esqueci onde tinha escondido o controle. Que ficou sumido por alguns dias, até eu encontrá-lo numa das gavetas do meu guarda-roupa, embaixo de um short jeans. Essa foi a última vez que me lembro de ter perdido o controle. Depois disso, a perda era só um susto. Ele estava apenas embaixo do travesseiro, da coberta ou da cama. Fácil de achar.

Acontece que lá em casa também houve a perda de interesse pelo controle do controle. Atualmente ele é controlado apenas por minha mãe, que passeia entre os canais de notícias, culinária e TV aberta enquanto eu fico na Netflix do celular e meu irmão se distrai com algum jogo no computador. Novos tempos.

No entanto, na vida de um modo geral, me vejo tentando controlar tudo. Em especial, a maneira como me sinto. O problema é que o autocontrole excessivo nos impede de sentir. Ou faz com que sintamos apenas um terço do que seria cada sensação.

Sinto saudades da época em que esquecia o controle perdido em alguma gaveta. O mais engraçado era que a perda do controle era também uma forma de controlar a situação. Ninguém mais poderia mudar o canal que eu havia escolhido. Por outro lado, tirar esse controle dos outros fazia com que eu me sentisse mal e procurasse por horas o equipamento tão bem escondido.

Esquecer o controle é melhor que perdê-lo. Você até sabe onde ele está, mas, por não precisar, não fica lembrando onde o colocou. Uma hora que precisa, ele realmente aparece. Mas só no caso de você o ter escondido na gaveta de roupas. Caso a escolha tenha sido na área de serviço, o risco é grande de que ele vá embora junto com aquilo que não tem utilidade. O que não é o caso do controle.

Comentários

AVISO - Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie através do nosso whatsapp 71 99663.6360 ou do email [email protected] Leia as perguntas mais frequentes para saber o que é impróprio ou ilegal. TERMOS DE USO

mais notícias » Leia também

Publicidade
Publicidade