colunista

Lorena Dias

É apresentadora e repórter da Rádio Metrópole e escreve para o Mais Região às quartas, a cada duas semanas.
Quanto mais dinheiro você tem, mais caro fica o imposto de renda. Quanto mais amigos você tem, maior é também o número de cobranças. Nunca tinha parado para pensar nisso, até que uma das minhas melhores amigas fez essa comparação em uma conversa para me consolar pelo afastamento de uma outra amiga.

Em sua música “A Lista”, Oswaldo Montenegro sugere: “Faça uma lista de grandes amigos que você mais via há dez anos atrás”. Em seguida questiona: “Quantos você ainda vê todo dia? Quantos você já não encontra mais?”.

Sempre tive uma lista farta de amigos e levo muito a sério essa história de amizade. No dia-a-dia ficam mais presentes aqueles poucos e bons, mas não menosprezo nenhum dos amigos distantes que já fizeram parte de algum momento da minha vida e que eu sei que torcem pela minha felicidade, mesmo que a nossa demonstração atual seja apenas através de troca de likes.

A melhor maneira de preservar as amizades é evitar cobranças e sempre enviar muito amor. “Sonhei com você e resolvi ligar. Como está?”. “Vou estar por aí na próxima semana, vamos marcar um almoço?”. “Foto linda! Saudades.” E tem aqueles que a gente apenas esbarra na rua e dá aquele abraço apertado que mistura uma sensação de que tudo mudou mas nada está diferente.

Mas é como minha amiga disse, quem é rico, seja de amigos ou de dinheiro, sempre pagará um preço mais alto. Desse modo, as cobranças sempre vão chegar. As vezes a gente não vai dar conta e precisará abrir mão de algumas amizades valiosas, que não é porque acabaram que perderam seu valor.

A vida pode trazer de volta alguns amigos antigos que haviam se afastado ou refazer toda sua lista de amigos, porque ela é assim como o meio financeiro, feita de crises e renovações. Mas uma coisa é fato, os amigos são um dos melhores produtos para se investir. Não dinheiro, mas coisas muito mais valiosas: tempo e amor.

Comentários

AVISO - Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie através do nosso whatsapp 71 99663.6360 ou do email [email protected] Leia as perguntas mais frequentes para saber o que é impróprio ou ilegal. TERMOS DE USO

mais notícias » Leia também

Publicidade
Publicidade