Conselho Deliberativo do Bahia se reuniu na Fonte Nova (Foto: Divulgação)
O Conselho Deliberativo do Bahia autorizou, na noite de terça-feira (19), a diretoria do clube a solicitar empréstimo de até R$ 17 milhões caso seja necessário. A principal finalidade do possível empréstimo será concluir a negociação que o Bahia fez com a construtora OAS e a financeira Planner (representante de três bancos credores da OAS envolvidos na operação) para reaver o centro de treinamento do Fazendão e adquirir a Cidade Tricolor - construída no município de Diás d’Ávila, na região metropolitana de Salvador -, além de um terreno no bairro Jardim das Margaridas, vizinho ao Fazendão. 

O acordo foi homologado na Justiça em março e, por ele, o Bahia deverá pagar em juízo R$ 6,4 milhões à Planner. No entanto, o empréstimo autorizado é de R$ 17 milhões porque este é o déficit previsto no orçamento do clube para a temporada. Herança de 2016, quando o Bahia aumentou os gastos no departamento de futebol durante a Série B e reformulou o time no segundo semestre, após a chegada do técnico Guto Ferreira, em junho.

A autorização de empréstimo teve 42 votos a favor e 24 contra, além de 6 votos favoráveis a uma autorização parcial.

Comentários

AVISO - Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie através do nosso whatsapp 71 99663.6360 ou do email [email protected] Leia as perguntas mais frequentes para saber o que é impróprio ou ilegal. TERMOS DE USO

mais notícias » Leia também

Publicidade