O apelo tem como objetivo estabilizar os estoques da Fundação e continuar atendendo com segurança e qualidade todas as demandas (Foto: Reprodução )

A Fundação de Hematologia e Hemoterapia da Bahia (Hemoba) convoca a população para doar sangue, em função dos registros de redução acentuada no número de doadores e aumento significativo das demandas transfusionais.

O apelo tem como objetivo estabilizar os estoques da Fundação e continuar atendendo com segurança e qualidade todas as demandas de hemocomponentes dos hospitais e unidades de saúde do estado da Bahia.

Os estoques da Hemoba estão apresentando situação crítica, com exceção apenas dos tipos A, B e AB positivo, que nesse momento estão estáveis. Todos os demais tipos, sobretudo os fatores de Rh negativo, estão em falta e precisam de reposição com urgência, sendo que a maior demanda, no momento, é de O negativo e de plaquetas.

A Hemoba solicita que os doadores compareçam a uma das suas unidades para ajudar a salvar vidas, doando sangue. Os doadores de plaquetas por aférese devem procurar o Serviço de Atendimento ao Doador (SAD), através do número (71) 3116-5661, para fazer o agendamento da doação.

Fique atento aos critérios de doação

Para doar sangue, o candidato deve apresentar documento oficial com foto, pesar acima de 50 quilos; estar descansado (ter dormido pelo menos seis horas na noite anterior); não ingerir bebida alcoólica nas 12 horas anteriores; evitar comidas gordurosas nas quatro horas que antecedem a doação e ter entre 16 e 69 anos - menores de 18 anos devem estar acompanhados por um responsável legal.

Atenção: Candidatos à doação de sangue que tenham sido vacinados recentemente contra febre amarela ficam inaptos por quatro semanas, a contar da data da vacinação.

Comentários

AVISO - Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie através do nosso whatsapp 71 99663.6360 ou do email [email protected] Leia as perguntas mais frequentes para saber o que é impróprio ou ilegal. TERMOS DE USO

mais notícias » Leia também

Publicidade