Na próxima sexta-feira, dia 28 de abril, a capital baiana deverá amanhecer sem ônibus nas ruas. Isso porque os rodoviários pretendem paralisar as atividades em protesto contra a reforma trabalhista, que segundo o diretor do Sindicato dos Rodoviários de Salvador, Daniel Mota, "vai afetar em alguns itens à categoria".

Questionado se ainda há possibilidade da paralisação ser cancelada, o representante foi enfático. "Está certo como dois e dois são quatro. Vamos adotar a metáfora da música de Raul Seixas "o dia em que Salvador parou"", disse em entrevista.

Porém, Mota garantiu que tudo será feito dentro da legalidade permitida. "Estamos preparando a documentação e vamos divulgar tudo certinho. A  intenção é trabalhar somente com a frota mínima", detalhou ao ressaltar que não haverá manifestações nas ruas. "Tudo ocorrerá dentro das garagens".

O diretor ainda destacou que a paralisação foi decidida em assembleia junto com os trabalhadores, mas que ainda vem sendo discutida com toda categoria como forma de conscientização e esclarecimento para todos os rodoviários. 

Comentários

AVISO - Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie através do nosso whatsapp 71 99663.6360 ou do email [email protected] Leia as perguntas mais frequentes para saber o que é impróprio ou ilegal. TERMOS DE USO

mais notícias » Leia também

Publicidade