Secretária Municipal de Saúde - Tatiane Rebouças (Foto: Rádio Laser FM)

 “50% das consultas e exames de mamas que são agendados em Mata de São João, os pacientes não comparecem nas unidades de saúde”, afirma a secretária de Saúde, Tatiane Rebouças, em entrevista na manhã desta sexta-feira (11), na Rádio Laser FM. De acordo com a gestora da pasta, o déficit de comparecimento tem gerado a lista de espera e causado um prejuízo para o município de 50% do que é investido.

 “No mês de setembro marcamos no município 179 mamografias e só realizamos 94 exames e temos um equipamento muito além da capacidade dos nossos atendimentos, mas devemos evitar o desperdício. Nós, como usuários do Sistema Único de Saúde, temos que entender o nosso papel e sobre o desperdício que nós estamos causando na rede dos serviços que são disponibilizados”, ressalta.

Outubro Rosa - Conforme a secretária, as ações do Outubro Rosa estão acontecendo nos 15 Postos de Saúde da família (PSF) instaladas na sede, zona rural e litoral matense, através de uma programação diversificada, bem como distribuição de mais vagas para a realização da mamografia. “Estamos disponibilizando mais vagas para consultas e atendimento de mamografias, além dos PSF estão com programação especial, oferecendo palestras, café da manhã, caminhadas, entre outras ações”, salienta Rebouças.  

Preventivo suspenso -  Devido a decisão da 20ª Vara da Justiça Federal de Brasília, os postos de Saúde da Família no município não estão realizando o preventivo, pois os enfermeiros estão impedidos de desempenhar essa atividade. “Infelizmente saiu uma liminar de um juiz federal que suspende os atendimentos dos enfermeiros que, segundo ele, estão invadindo a área dos médicos e essa problemática está trazendo grandes transtornos à saúde da Família, pois a liminar contradiz tudo que o ministério da saúde preconiza”, observa.  Segundo a secretaria, os atendimentos ficarão suspenso até a resolução da liminar. “O enfermeiro tem um papel fundamental e essa decisão prejudica até as atividades de prevenção do Outubro Rosa”, frisa.

Novas obras

De acordo com Tatiana, a secretaria de Saúde tem três obras em andamento no município. Em Praia do Forte, segue com a obra do PSF, que visa ampliar os serviços e melhorar o atendimento que já existia no Posto de Atendimento da localidade. A unidade será entregue em fevereiro.

As obras do Centro de Atenção Psicossocial Álcool e Drogas (CAPS), na sede do município, segundo informou Rebouças, será entregue também em fevereiro. “As duas obras serão entregues no início de 2018, pois já foram comprados todos os equipamentos e estamos no processo de licitação”, ressalta.

Sobre as obras do Centro de Parto Normal, a construção está em fase de conclusão e com previsão de término da obra para 30 de outubro. “Pretendemos inaugurar no início de novembro, se a obra não sofrer atrasos, pois já adquirimos 90% dos equipamentos, os outros 10% estamos adquirindo e não a nada que impeça a inauguração e o início do funcionamento”, revela.  Ainda segundo Tatiana, as gestantes que optarem por parto normal receberão um atendimento especializado no Centro, como a garantia do acompanhamento da família. “Iremos treinar a equipe de profissionais, as dolas, técnicos de enfermagem para trabalhar na Casa de Acolhimento. O processo dessas pessoas já está em andamento”, acrescenta.

Comentários

AVISO - Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie através do nosso whatsapp 71 99663.6360 ou do email [email protected] Leia as perguntas mais frequentes para saber o que é impróprio ou ilegal. TERMOS DE USO

mais notícias » Leia também

Publicidade
Publicidade