Ex-presidente Lula (Foto: Divulgação )

Após receber uma denúncia anônima, a Polícia Civil realizou, na última terça-feira (10), uma busca na casa de Marcos Lula da Silva, filho mais velho do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva. A polícia foi ao local à procura de drogas, conforme foi denunciado. De acordo com a defesa do ex-presidente, nenhuma substância ilícita foi encontrada durante a vistoria na residência, localizada em Paulínia, no interior de São Paulo. 

Em nota, o advogado Cristiano Zanin Martins classificou a ação como abusiva. "A busca e apreensão, feita a partir de denúncia anônima e sem base não encontrou no local o porte de qualquer bem ou substância ilícita, o que é suficiente para revelar o caráter abusivo da medida".

O Partido dos Trabalhadores (PT), também veio a público criticar a ação da polícia. "A operação policial na casa de Marcos Cláudio Lula da Silva, filho do ex-presidente Lula, a partir de uma suposta e falsa denúncia anônima, foi uma violência que tem de ser explicada por todas as autoridades envolvidas", escreveu a senadora Gleisi Hoffmann, presidente do partido.

O texto afirma que a medida foi tomada "sem qualquer fundamento real" e que a "perseguição a Lula e sua família não tem limites." Marcos Lula foi diretor de Turismo e Eventos na Prefeitura de São Bernardo do Campo (SP) e vereador, posto que ocupou até o ano passado.

Comentários

AVISO - Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie através do nosso whatsapp 71 99663.6360 ou do email [email protected] Leia as perguntas mais frequentes para saber o que é impróprio ou ilegal. TERMOS DE USO

mais notícias » Leia também

Publicidade