colunista

Lorena Dias

É jornalista e blogueira. É repórter da TV Aratu e escreve para o Mais Região às quartas, a cada duas semanas.
Publicada em 08/11/2017 17:27

URGENTE!

Lorena Dias
Compartilhe
Mais uma notícia que vai afetar sua vida de maneira impactante foi divulgada na mídia com a palavra URGENTE escrita com letras garrafais na timeline da sua rede social preferida. Você provavelmente nem vai clicar pra entender direito. Vai ler apenas a manchete e os comentários de quem se deu ao trabalho de dar um clique no conteúdo (e um pouco de audiência para o veículo de comunicação em questão).

O problema é que tudo em excesso não dá certo. E o uso excessivo do termo URGENTE banalizou a palavra confundindo a relevância dos fatos. Mas, de um modo geral, quando os internautas lêem a palavra, a tradução simultânea que fazem em suas mentes é para o termo popular DEU RUIM, que se remete ao fato de que nunca vem uma notícia boa após a palavra de sete letras.

E esse mais novo vício dos veículos de imprensa é também um reflexo da nossa sociedade, que tem vivido tudo de maneira acelerada. São tantas informações, opções, transformações, que não dá pra ficar parado. É preciso correr contra o tempo, com urgência. Mas, afinal, o que de fato nessa vida é URGENTE?

Na medicina, é feita uma distinção entre urgência e emergência. O segundo termo se refere a uma situação crítica. Já o primeiro, se refere a uma situação que não pode ser adiada, precisa ser resolvida com agilidade, rapidez, URGÊNCIA, já que trata-se de caso de vida ou morte. Levando em consideração esses significados, não acredito que seja urgente ler nenhuma das manchetes que povoam nossos feeds. Ou talvez sejam, mas como a gente não tem agido de maneira rápida, as consequências das notícias não têm sido nem um pouco positivas. Mais ocasionadas em morte do que em vida.

Ultimamente, tenho sentido urgência de notícias boas, energias positivas e gente em paz ao meu redor. Ou seja, aquelas coisas que não podem ser adiadas. Mas o que tenho encontrado é o contrário: pessoas estressadas, energias negativas e notícias ruins, essas últimas as quais não tenho a menor pressa de ler, por mais urgentes que o estagiário responsável pelas redes sociais do jornal famoso diga que elas sejam.

Comentários

AVISO - Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie através do nosso whatsapp 71 99663.6360 ou do email [email protected] Leia as perguntas mais frequentes para saber o que é impróprio ou ilegal. TERMOS DE USO

mais notícias » Leia também

Publicidade
Publicidade