O crime aconteceu no bairro da Concórdia, no último domingo (7) (Foto: Divulgação )

Investigadores da 25ª Delegacia Territorial de Dias d'Ávila trabalham com uma nova versão do duplo homicídio registrado no último domingo (7), em um terreiro de candomblé. Entre as vítimas, estava um pai de santo. 

Segundo o titular da 25ª DT/Dias d'Ávila, o delegado João Eça, o sacerdote Edvaldo da Silva, 43, foi jurado de morte porque abrigava um traficante que rivalizava com outro grupo na região.

O crime aconteceu, por volta das 21h, no Candomblé de Val, na Rua das Palmeiras, no bairro de Concórdia  - onde até um ano o comando do tráfico era do Comando da Paz (CP). Mas houve um racha e a facção se dividiu em dois grupos: um do bando de Odailson e outro de Neguinho. “Então, Odailson descobriu que o pai de santo teria dado abrigo a Neguinho e ordenou a morte dele. O adolescente morreu porque estava na casa”, contou o delegado.

A primeira versão era de que o Edvaldo teria roubado a arma de um traficante de Tancredo Neves – o que teria resultado na encomenda de sua morte. “Mas depois descobrimos que o pai de santo teria pego a arma do padrasto, que será ouvido amanhã”, disse o delegado.

Edvaldo morreu na área externa do próprio terreiro fundado há três anos, depois que cinco homens encapuzados atiraram nele e em Cláudio Roberto Brandão dos Santos Ferreira Júnior, 16, que também morreu no local por volta das 20h30 – um rapaz sobreviveu porque a arma de um dos assassinos falhou. Ele prestou depoimento à polícia no dia seguinte.

Outro homicídio - No mesmo dia, foi assassinado a tiros José Raimundo Novas da Silva Júnior, 21, por vota das 20h20. O crime foi cometido por dois homens a cerca de 100 metros do duplo homicídio.  “Mesmo ainda com as coincidências, local e proximidade de horários, ainda não há elementos que liguem os dois casos”, disse o delegado Vitor Eça.

José Raimundo foi enterrado às 9h desta terça-feira no cemitério municipal de Dias d’Ávila. Não há informações sobre o local e horário dos sepultamentos do pai de santo e do adolescente.

 

Comentários

AVISO - Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie através do nosso whatsapp 71 99663.6360 ou do email jornalismo@maisregiao.com.br. Leia as perguntas mais frequentes para saber o que é impróprio ou ilegal. TERMOS DE USO

mais notícias » Leia também

Publicidade
Publicidade