Desabamento de prédio deixou quatro pessoas da mesma família mortas. (Foto: Reprodução )

Após o desabamento do prédio no bairro Pituaçu, a prefeitura anunciou, na tarde desta terça-feira, 13, a Operação Chuva 2018. O objetivo é prevenir acidentes provocados pelo índice de chuvas. A ação prevê uma série de medidas preventivas e emergenciais em áreas de risco.

A Defesa Civil de Salvador (Codesal) irá coordenar e executar as etapas da operação. Estão previstos investimentos de cerca de R$ 60 milhões em ações de recuperação de escadarias, tapa-buracos, limpeza de canais e poda de árvores. Além disso, prevê a implantação de geomantas, limpeza de encostas, manutenção de macrodrenagem e monitoramento de seis áreas de risco da cidade por meio de alarmes, a partir de Núcleos Comunitários de Proteção e Defesa Civil (Nupdecs).

Outro auxílio será o aplicativo para smartphone Fala Salvador Defesa Civil, que será utilizado por voluntários do Projeto Mobiliza Defesa Civil. A proposta é alertar, em tempo real, o órgão caso a área de risco esteja na iminência de acidente.

A prefeitura ainda informou que o Centro de Monitoramento e Alerta da Defesa Civil (Cemadec) vai atuar com a detecção de nuvens que se aproximam da capital, diferenciando o potencial de precipitação. “Vamos atuar também com campanhas alertando sobre os riscos que algumas atitudes podem trazer à cidade. Um exemplo seria não jogar lixo nos córregos, encostas e evitar a obstrução de valas”, disse o diretor-geral da Codesal, Sósthenes Macedo.

A Operação Chuva ainda deve atuar na área social por meio da Secretaria Municipal de Promoção Social e Combate à Pobreza (Semps), com a prestação de serviços para vítimas de acidente.

Comentários

AVISO - Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie através do nosso whatsapp 71 99663.6360 ou do email jornalismo@maisregiao.com.br. Leia as perguntas mais frequentes para saber o que é impróprio ou ilegal. TERMOS DE USO

mais notícias » Leia também

Publicidade
Publicidade