Delegado titular 25ª DT, Vitor Eça. (Foto: Agência Mais Região )

Apesar das três mortes registradas no último final de semana, Dias d'Ávila tem redução no índice de crimes violentos letais intencionais (CVLIS) este ano.  Um levantamento feito pelo Mais Região, através de dados da Secretaria de Segurança Pública (SSP-BA) e da 25ª Delegacia territorial revelam que a cidade obteve 133% de redução com relação ao mesmo período do ano passado. 

De 1ª janeiro até esta terça-feira (20) foram contabilizados um total de 12 homicídios, sendo que no mesmo período do ano passado, a polícia civil registrou 28 mortes.

De acordo com o delegado titular da 25ªDT/Dias d’Ávila, Vitor Eça, a redução no índice de homicídios se deve ao aumento do efetivo, atuação intensificada da polícia, e ao trabalho conjunto entre as polícias Civil e Militar. “Houve um acréscimo no efetivo da polícia civil e mudança na equipe de investigação, com isso a produtividade da delegacia aumentou. Um ponto forte é a cooperação entre a polícia Civil e Militar, na troca de informações e operações em conjunto. observa.

De acordo com Eça, 90% dos homicídios estão relacionados ao tráfico de drogas. “Intensificamos o combate ao tráfico de drogas, consequentemente a gente abala os traficantes, que são aqueles que acabam matando”, destaca.

A apreensão de drogas e armas em Dias d’Ávila também superou os números obtidos no início de 2017. “O número de apreensões de drogas e armas foi recorde. Se temos menos armas e drogas na rua, enfraquecemos as facções e evitamos muitos homicídios”, destaca.

null

Delegado Vitor Eça, titular da 25ª DT/Dias d'Ávila. (Foto: Arquivo Mais Região)


Homicídios – Em janeiro, os homicídios somados correspondem a oito assassinatos de vítimas do gênero masculino, de idade entre 16 à 43 anos. A maioria dos assassinados aconteceram no bairro da Concórdia. No mês de fevereiro, não houve homicídios.

Entre 1º a 20 de março, foram computados quatro homicídios, dos quais dois aconteceram no último domingo (18/03), na Praça da Concórdia. Carlos Roberto Soares Santos,  24 anos, e Carlos Eduardo dos Reis Santos estavam na Rua Primeiro de Janeiro, quando foram surpreendidos por disparos de arma de fogo.

nullCarlos Roberto Soares Santos e Carlos Eduardo dos Reis Santos estavam na cidade pelos menos há 10 dias

Ambos prestavam serviço para uma empresa terceirizada, na fábrica da Proibida. Eles estavam na cidade pelos menos há 10 dias.

Elucidação – Segundo o delegado Vitor, antigamente a delegacia não focava muito na elucidação de homicídio e atualmente esse tem sido o foco principal, trabalhando lado a lado com a polícia militar. “Dois crimes que já ocorreram neste ano, oito já foram elucidados. Essa parceria tem ajudado muito na elucidação dos crimes, pois muita informação vem da polícia militar”, conclui.


Comentários

AVISO - Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie através do nosso whatsapp 71 99663.6360 ou do email [email protected] Leia as perguntas mais frequentes para saber o que é impróprio ou ilegal. TERMOS DE USO

mais notícias » Leia também

Publicidade