(Foto: Nelson Almeida / AFP)

Apesar de estar preso em Curitiba, Lula aparece com o maior percentual de intenções de votos nas eleições de 2018, em uma pesquisa divulgada pelo Instituto Datafolha, neste domingo (15). Em um cenário sem Temer, e com um candidato do MBL, ele aparece com 31%.

Em segundo lugar, aparece o deputado Jair Bolsonaro (PSL), com 15%; Marina Silva (Rede), com 10%, Joaquim Barbosa (PSB), 8%; Geraldo Alckmin (PSDB), 6%, e Ciro Gomes com 5%. Completam o cenário, Alvaro Dias (Podemos): 3%; Manuela D'Ávila (PC do B): 2%; Fernando Collor de Mello (PTC): 1%; Rodrigo Maia (DEM): 1%; Henrique Meirelles (MDB): 1%; e Flávio Rocha (PRB): 1%.

Os candidatos João Amoêdo (Novo), Paulo Rabello de Castro (PSC), Guilherme Boulos (PSOL) e Guilherme Afif Domingos (PSD) não pontuaram. Brancos e nulos somam 13%, e os que não sabem chegam a 3%.

Em um outro cenário, com a presença do presidente Michel Temer (MDB), as porcentagens se alteram. Lula (PT) aparece com 30%, Jair Bolsonaro (PSL) com 15%, Marina Silva (Rede) com 10%, Joaquim Barbosa (PSB) com 8%, Geraldo Alckmin (PSDB) com 6%, Ciro Gomes (PDT) com 5% e Álvaro Dias (Podemos) com 3%.

Manuela D'Ávila (PC do B), Fernando Collor de Mello (PTC), Rodrigo Maia (DEM), Michel Temer (MDB), Flávio Rocha (PRB), e Paulo Rabello de Castro (PSC) tiveram 1% cada.

João Amoêdo (Novo), Guilherme Boulos (PSOL) e Guilherme Afif Domingos (PSD) não pontuaram. Brancos e nulos somam 14%, e os que não sabem chegam a 2%.

Nos cenários sem Lula, Jair Bolsonaro aparece em primeiro lugar das intenções de voto, mesmo com os outros candidatos do PT concorrendo, como Fernando Haddad e Jacques Wagner. Nesses cenários, Marina Silva aparece em segundo lugar e Joaquim Barbosa em terceiro.

Comentários

AVISO - Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie através do nosso whatsapp 71 99663.6360 ou do email jornalismo@maisregiao.com.br. Leia as perguntas mais frequentes para saber o que é impróprio ou ilegal. TERMOS DE USO

mais notícias » Leia também

Publicidade
Publicidade