colunista

Lorena Dias

É jornalista e blogueira. É repórter da TV Aratu e escreve para o Mais Região às quartas, a cada duas semanas.
Publicada em 12/06/2018 11:46

Um bom partido

Lorena Dias
Compartilhe
Quando éramos crianças, eu e meu irmão brigavamos muito. Pode perguntar à nossa babá. Tenho certeza que se Neide nos visse hoje em dia, ficaria chocada com a harmonia na nossa convivência. Meu irmão veio morar comigo há mais ou menos dois anos. E por conta de todas as nossas brigas do passado, eu achei que dividir o mesmo espaço com ele seria o caos. Porém, me surpreendi. 

Meus pais se separaram quando eu já era adolescente e Vini ainda criança. São seis anos de diferença entre nós. Na época, lembro que minha mãe ficou preocupada por ele não ter uma referência masculina em casa, devido à ausência do meu pai. Mas isso nunca foi um problema. Muito pelo contrário. Ter crescido num ambiente cuja maior referência foi uma mulher forte, o fez crescer de modo a entender a importância da igualdade entre os sexos. 

Como não havia um homem para fazer o trabalho pesado em casa, era minha mãe quem fazia. E as tarefas domésticas sempre foram dividas igualmente entre nós. Minha mãe educou muito bem meu irmão. E eu pude perceber isso claramente quando ele veio morar comigo. Ele é mais organizado do que eu, mais cuidadoso, mais paciente. Respeita o meu espaço e minhas opiniões. E diariamente me incentiva a cuidar melhor de mim mesma e  do lar que dividimos.

Hoje, observando ele arrumar a casa junto comigo, pensei em como a mulher que se casar com meu irmão terá sorte. Porque encontrar um homem com valores de igualdade dentro de uma sociedade machista é quase como ganhar na loteria. O que é uma pena. Inclusive, ele dificultou muito a vida do meu futuro companheiro, já que eu não aceitarei dividir minha vida com alguém que não esteja aos pés do homem que meu irmão se tornou.

Meu irmão é a prova de que uma educação que ensina a igualdade como algo comum, básico, constrói homens que fazem a diferença na sociedade e na vida das mulheres. Todos os dias agradeço por termos uma convivência tão agradável, graças aos valores que aprendemos na vida. Nós dois ainda temos muito que aprender, mas que bom que temos a oportunidade de fazer isso juntos.

Comentários

AVISO - Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie através do nosso whatsapp 71 99663.6360 ou do email jornalismo@maisregiao.com.br. Leia as perguntas mais frequentes para saber o que é impróprio ou ilegal. TERMOS DE USO

mais notícias » Leia também

Publicidade