Praça ACM após a obra de drenagem (Foto: Agência Mais Região)

Lojistas concentrados no entorno da Praça ACM, no centro de Dias d’Ávila, enfrentam problemas – após a conclusão da obra de drenagem finalizada em maio. De acordo com o presidente da Câmara de Dirigentes e Lojistas (CDL), Lielson Coutinho, a falta de pavimentação em alguns trechos trouxe uma queda de 60% nas vendas.

 

“Os comerciantes têm procurado a CDL para relatar a queda nas vendas que chegam em média 60%, prejudicando as vendas do comércio local". afirmou Lielson.

 

O serviço realizado pela prefeitura municipal tinha como objetivo sanar um problema antigo enfrentado não apenas pelos comerciantes locais, mas também pelos condutores, que em períodos de chuvas ficavam impossibilitados de trafegar pelo centro da cidade. Já os lojistas eram afetados pelos constantes alagamentos e consequentemente, a queda no movimento de clientes.



null

              A falta de pavimentação trouxe uma queda de 60% nas vendas (Foto: Divulgação)



Com a finalização da drenagem, as últimas chuvas que caíram no município não provocaram alagamentos. Por outro lado, em decorrência da obra, o local está esburacado e com pavimentação precária, o que gera muita lama em tempo de chuva.

 

Em contato com a secretária de Obras, Luzia Montenegro, a mesma afirmou que o serviço de pavimentação asfáltica não foi iniciado por conta das chuvas, e que precisa no mínimo de dois dias de sol, para iniciar os trabalhos. “Devido às fortes chuvas nos últimos dias não foi possível iniciar o serviço de pavimentação, entendemos o questionamento da população, em breve as obras serão iniciadas nas ruas entrono da Praça ACM, e com toda certeza o resultado vai valer a pena”, ressaltou Luzia.




null                                      A obra pôs fim dos alagamentos em períodos de chuva

Comentários

AVISO - Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie através do nosso whatsapp 71 99663.6360 ou do email jornalismo@maisregiao.com.br. Leia as perguntas mais frequentes para saber o que é impróprio ou ilegal. TERMOS DE USO

mais notícias » Leia também

Publicidade