Assassinos chegaram quando Jonas, João Pedro e Leonardo Gonçalves (na ordem das imagens) faziam um churrasco (Foto: Reprodução )
Um dos três irmãos executados neste domingo (17) na localidade de Amado Bahia, em Mata de São João não teria nenhum envolvimento com o tráfico de drogas, afirma um parente das vítimas, que preferiu não se identificar. Presente ao velório, ele afirmou que Leonardo Santos de Jesus, 29 anos, pagou com a vida pelo erro dos irmãos Jonas dos Santos Xavier, 25 anos, e João Pedro Bispo dos Santos, 22 anos.

“Esse crime foi vingança, João Pedro e Jonas estavam andando errado, Leonardo era inocente. Só atiraram na cara, isso foi ato de vingança”, disse o familiar. O assassinato dos irmãos foi o assunto mais comentado no bairro Amado Bahia, onde o triplo homicídio ocorreu. 

Testemunhas disseram que eles foram mortos por volta das 20h, enquanto faziam um churrasco após uma reunião de família para assistir o jogo do Brasil, no Condomínio Santa Rita 2. 

Elas contaram que dois homens chegaram andando com armas nas mãos e surpreenderam as vítimas, que conversavam do lado de fora da casa. Jonas foi atingido na frente do imóvel e caiu morto na calçada. João Pedro e Leonardo foram atingidos dentro de casa. Leonardo chegou a ser socorrido, mas morreu a caminho do hospital. 

Chama a atenção o fato dos atiradores dispararem na cabeça das vítimas, ação típica de crime de execução, segundo a polícia. Durante o velório, um vizinho revelou que outro irmão das vítimas, e proprietário da casa onde o crime foi cometido, sobreviveu por sorte. 

“As balas dos assassinos acabaram e, enquanto eles tentavam recarregar, ele empurrou os caras e saiu correndo pelo bairro”, relatou. Sob forte clima de comoção, os corpos dos três irmãos foram enterrados lado a lado no cemitério Senhor do Bonfim, em Mata.

Delegado culpa tráfico 
Euvaldo Costa, titular da Delegacia Territorial de Mata de São João, investiga a possibilidade do crime ter sido cometido por causa de uma briga entre facções, em disputa pelo controle do tráfico no Condomínio Santa Rita 2. ”Vamos dar início às investigações para descobrir os nomes dos envolvidos da facção rival", afirmou.

Um agente da DT informou que a polícia trabalha com várias hipóteses. Entre elas, está a disputa pelo controle do tráfico e uma ação motivada por vingança, já que existe um homicídio atribuído a João Pedro e que familiares da vítima tinham prometido  não deixar sem resposta.

Comentários

AVISO - Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie através do nosso whatsapp 71 99663.6360 ou do email jornalismo@maisregiao.com.br. Leia as perguntas mais frequentes para saber o que é impróprio ou ilegal. TERMOS DE USO

mais notícias » Leia também

Publicidade
Publicidade