Motorista não conseguiu desviar dos animais. (Foto: Reprodução/Leitor)

Um motorista de uma ambulância que trafegava na BA-093, sentido Salvador, tomou um grande susto no final da noite deste domingo (1º). Por volta das 23h, Ele foi surpreendido por dois cavalos que atravessaram a via no Km 18, próximo a fábrica de pisos Incenor. O veículo teve o pára-brisa e o capô danificados com a colisão. 

Segundo informações apuradas pelo Mais Região, além do motorista, estavam na ambulância três pessoas: uma técnica de enfermagem, uma criança e a mãe dele. O veiculo de Alagoinhas seguia para o Hospital Roberto Santos, em Salvador. Apesar da colisão, ninguém se feriu.  

Uma ambulância da concessionária Bahia Norte deu continuidade ao transporte dos três ocupantes para o hospital Roberto Santos. 

null

Trecho do perigo 

Desde o início do mês de junho o Mais Região denuncia a presença de animais circulando normalmente na BA-093. Os motoristas que trafegam entre o trecho da Estação da Chesf em Dias d'Ávila e a localidade do Monte Líbano em Mata de São João devem redobrar a atenção. Nos últimos meses, o surgimento de cavalos, bois e vacas tem feito parte da rotina dos condutores. 

Desde o ano passado, a concessionária não faz o recolhimento dos animais encontrados na rodovia. Segundo apurou o Mais Região, os prestadores da Bahia Norte apenas afugentam os cavalos para fora da faixa de domínio da concessionária.

Alguns animais afugentados acessam as propriedades nas margens da estrada e não retornam, mas alguns chegam a voltar e pastar nos acostamentos da estrada.

Concessionária - A Bahia Norte conta com o 0800 600 0093 para casos de emergências e solicitação de auxílio. Neste contato, o condutor pode avisar sobre a presença de animais na via.


Comentários

AVISO - Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie através do nosso whatsapp 71 99663.6360 ou do email jornalismo@maisregiao.com.br. Leia as perguntas mais frequentes para saber o que é impróprio ou ilegal. TERMOS DE USO

mais notícias » Leia também

Publicidade
Publicidade