Deputado federal Cláudio Cajado (PP), (Foto: Divulgação)

Durante participação no Programa Acorda Cidade da Rádio Laser FM, o deputado federal Cláudio Cajado (PP), não negou, mas também não afirmou, que pode no futuro, colocar seu nome à disposição para ser candidato à prefeito de Dias d’Ávila, em 2020. Na oportunidade, o deputado criticou a gestão da prefeita Jussara Márcia (PT) e os vereadores de oposição.

“Estou como deputado em Brasília fazendo minha função, atendendo as demandas que chegam e fazendo a oposição como faço, mas, não posso está em Dias d’Ávila todos os dias, infelizmente, porque eu não tenho tempo e mais que isso, o grupo que estava comigo e que poderia fazer esse papel, cada um foi ver seus interesses próprios e muitos deles validando essa administração incompetente. Espero que nessa campanha possamos ter alunos explícitos como eu, porque também se não pensar como eu, não interessa está do meu lado, pois quem não quer sou eu”, destaca.

Recém filiado ao Partido Progressista (PP) do vice-governador João Leão, e novo integrante da base do governador Rui Costa (PT), Cajado não nega a possibilidade de ocupar o mesmo espaço que a prefeita Jussara Márcia, sua adversária política, mas ressalta que apenas em palanques onde estiver acompanhando o governador Rui.

“Eu não subo num palanque de pessoas que não tem responsabilidade na gestão, que não tem integridade Física e moral para poder falar como eu tenho falado. Quem é de Dias d’Ávila sabe que quando começaram a pipocar os escândalos em Brasília, tinha torcida na cidade contra mim. Eu me respeito e respeito os votos que tenho. Se o governador subi ao palanque eu subo, porque é dele e não dela, pois ela não tem capacidade de fazer um palanque que tenha pessoas presentes ”, ressalta.

Cajado ainda teceu duras críticas ao governo municipal, o qual ele chama de irresponsável. “Em Dias d’Ávila, infelizmente, o município arrecada milhões por mês e cadê o dinheiro? ” Indaga e continua – “As obras que existem lá foi eu quem deixei das emendas parlamentares através da ex-prefeita Andrea. Deixei vários contratos, listados, catalogados e aprovados na Caixa com 15 milhões em compras, e essas obras demoraram para serem feitas e outras foram malfeitas. Estão aí prejudicando o povo pela ineficiência, ineficácia e incompetência e incapacidade de gerir a coisa pública, esse grupo que está à frente da prefeitura de Dias d’Ávila”, dispara.

O deputado atribui a “ineficiência da gestão” a falta de fiscalização dos vereadores de oposição. O progressista observa que é “Muito em função de ineficiência e incompetência da oposição, porque se tivesse fazendo a política oposicionista a atual gestão de Dias d’Ávila, com vista não nos interesses pessoal de cada um, mas no interesse coletivo e do povo da cidade, tenho certeza que ninguém ficaria sendo ou exigindo candidaturas próprias em detrimento do conjunto de fatores que possam favorecer aquele ou outro candidato”, finaliza.

Comentários

AVISO - Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie através do nosso whatsapp 71 99663.6360 ou do email jornalismo@maisregiao.com.br. Leia as perguntas mais frequentes para saber o que é impróprio ou ilegal. TERMOS DE USO

mais notícias » Leia também

Publicidade
Publicidade