Deputado Federal Irmão Lázaro (Foto: Reprodução )

Após negar o convite para integrar a vice na chapa do pré-candidato ao governo do estado, José Ronaldo (DEM), o PSC ainda acredita que seus interlocutores possam mudar de ideia, mas também estuda a possibilidade de lançar o deputado federal Irmão Lázaro em candidatura avulsa ao Senado, apoiado por partidos que ainda não estejam totalmente definidos no jogo das eleições 2018 no estado.

O PSC quer emplacar Irmão Lázaro na vaga ao Senado. A outra vaga já está garantida para o deputado federal Jutahy Magalhães Jr (PSDB). Há conversas com PSC, PRB e PTB, principalmente. Com isso o PSC cria uma saia justa para José Ronaldo, que pretende definir o imbróglio até o final de semana.

"A decisão está com ele [José Ronaldo], não conosco. Mas se for necessário, primeiro criamos as condições para lançar a candidatura de Lázaro ao Senado, com apoios de partidos com os quais já estamos conversando. Em um segundo momento decidiríamos quem apoiar para governador e nada impede que seja o próprio José Ronaldo", disse o presidente estadual do PSC, deputado Heber Santana. 

O pré-candidato ao governo, José Ronaldo, disse que a decisão não parte apenas dele ou dos postulantes. E minimizou o fato de o PSC informar que conversa com outros grupos. "Essa é uma questão que não é definida somente por uma pessoa. Essa questão está sendo definida pelo grupo. Até o final de semana espero definir isso. Eu dei declaração pública dizendo que ele tem perfil para ocupar as duas cagas [vice e Senado]. Formação de chapa em qualquer eleição gera preocupação, isso é normal".

Conversas

De acordo com fontes dos democratas, oficialmente as conversas com o PSC versaram sobre a melhor forma de Lázaro transferir para a chapa os numerosos votos do eleitorado evangélico e agregados - fãs de sua carreira como cantor. O DEM acredita que Lázaro na vice seria a melhor equação, diferente do que entende os evangélicos, que têm a pretensão de ampliar a bancada do partido no Congresso.

Nos bastidores comenta-se, ainda, que o deputado federal Jutahy Magalhães estaria preocupado em disputar votos com Lázaro. No mundo político o comentário é o de que Jaques Wagner (PT) teria grandes chances de ser eleito e, por isso mesmo, apenas uma vaga ao Senado estaria sendo disputada de fato por Ângelo Coronel (PSD) , Jutahy e o outro candidato da chapa do DEM.

Tradicionalmente, na Bahia, o governador eleito sempre alavanca junto os dois senadores. Mas, embora o cenário esteja favorável a Rui Costa (PT), para Heber, o eleitorado está buscando o novo e Lázaro reuniria essa qualidade. "Lázaro é o novo, que pode influenciar na quebra deste paradigma. Juntos, ele e Jutahy poderiam fazer diferença", diz uma fonte do PSC que prefere o anonimato.

Comentários

AVISO - Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie através do nosso whatsapp 71 99663.6360 ou do email jornalismo@maisregiao.com.br. Leia as perguntas mais frequentes para saber o que é impróprio ou ilegal. TERMOS DE USO

mais notícias » Leia também

Publicidade