colunista

Maryane Meira

É jornalista do Mais Região, cerimonialista e assessora de noivas. Escreve às quintas, a cada duas semanas.
Publicada em 20/08/2018 08:36 - Atualizada em 20/08/2018 10:33

‘Comes e bebes’

Maryane Meira
Compartilhe

Hoje vamos falar sobre os ‘comes e bebes’, ou melhor o cardápio da festa. Os últimos casamentos que organizei, uma das dúvidas mais frequentes é sobre qual tipo de comida servir após a cerimônia religiosa.

Bruschettas e canapes variados, mini porções, prato principal, sobremesas e bebidas?  São tantas opções para compor o buffet, que os noivos devem levar em conta a qualidade e o plano de economia do casal.

O primeiro passo e o mais importante é definir o número de convidado (nós planejamos essa etapa nos textos já publicados nesta coluna), depois alinhar o estilo da festa com as ‘opções’ do menu. Se a noiva pretende fazer um casamento de dia, por exemplo, num espaço aberto em contato com a natureza, podemos sugerir um cardápio variado e sugestões mais em conta, uma culinária mais simples (embutidos, queijos e antipastos, pãozinhos frescos, além dos pratos principais e bebidas).

Por outro lado, estamos trabalhando com várias possibilidades dentro de um mercado que cresce e está em constantes mudanças com relação a decoração e culinária. Uma tendência que vem conquistando os adeptos da alimentação saudável é o buffet composto por comidas naturais e veganas, como também, sucos e chás diversos. Cabe aos noivos essa difícil decisão de acrescentar ou não a novidade no contrato do serviço.

Durante e após a festa, os noivos e suas respectivas famílias esperam que seus convidados sejam bem recepcionados e servidos. Para tanto, é interessante que os noivos se atentem aos detalhes e não se esqueçam que na hora de fechar o contrato com o fornecedor deve ser observado as seguintes considerações: se o buffet de casamento possui boas referências; se existe a possibilidade de degustação antes de fechar o contrato; verificar se o fornecedor atenderá outro evento no mesmo dia da sua festa; se o serviço inclui garçons, além de informações sobre a logística do fornecedor - que inclui horário que a equipe estará no local.

Todos os serviços precisam ser fiscalizados e geridos por um profissional, o qual chamamos de assessor (a) de noiva. É imprescindível que os noivos contratem o serviço de assessoria bem antes de fechar com os fornecedores, pois se faz necessária uma avaliação contratual e um olhar capaz de prever possíveis tensões, principalmente quando nos deparamos com serviço tão complexo como o planejamento do cardápio.

Comentários

AVISO - Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie através do nosso whatsapp 71 99663.6360 ou do email jornalismo@maisregiao.com.br. Leia as perguntas mais frequentes para saber o que é impróprio ou ilegal. TERMOS DE USO

mais notícias » Leia também

Publicidade
Publicidade