Ignacio, em disputa de bola com Allione, deve ser titular do Bahia diante do Paraná (Foto: Felipe Oliveira / EC Bahia )

Expulsão de Jackson contra o Grêmio, lesão de Tiago diante do Botafogo - com suspeita de estiramento muscular - e Everson ainda se recuperando de uma entorse no tornozelo. Todos estes problemas no setor defensivo podem obrigar Enderson Moreira a escalar mais uma dupla de zaga inédita no Bahia, diante do Paraná, sábado (13), às 21h, em Pituaçu.

Caso Tiago e Everson não se recuperem a tempo da partida, Ignácio pode ser escolhido como parceiro de Lucas Fonseca. A outra opção é Douglas Grolli, que volta após cumprir suspensão. O garoto de 21 anos fez sua estreia no Bahia e na Série A em Porto Alegre, ao entrar no lugar de Ramires logo aos 13 minutos do segundo tempo, após Jackson ser expulso. 

Ele chegou ao clube emprestado pelo ASSU, do Rio Grande do Norte, para reforçar o time sub-23 e foi titular em boa parte da campanha tricolor no Brasileiro de Aspirantes. Pelo time potiguar, disputou a Série D deste ano.

“Estou muito feliz por ter sido o primeiro jogador de Açu, minha cidade, a jogar uma Série A. Fiquei muito emocionado, não só eu, como toda a minha família. Outro dia vi os jogadores do Grêmio na televisão e agora tive a oportunidade de enfrentá-los. O frio na barriga ficou só até entrar em campo, depois disso virei profissional. Lucas e Jackson me passaram confiança”, disse o zagueiro em entrevista ao Programa do Esquadrão. O município de Açu, no Rio Grande do Norte, tem 53 mil habitantes, de acordo com o censo do IBGE. 

O contrato com o Bahia é válido até o final do ano, mas há opção de compra já com o valor estipulado. Ignácio foi um dos atletas do sub-23 que permaneceram no elenco após o fim do campeonato. Esteve entre os aprovados pelo departamento de futebol. 

Comentários

AVISO - Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie através do nosso whatsapp 71 99663.6360 ou do email jornalismo@maisregiao.com.br. Leia as perguntas mais frequentes para saber o que é impróprio ou ilegal. TERMOS DE USO

mais notícias » Leia também

Publicidade
Publicidade