(Foto: Gustavo Gomes / Agência Brasil )
A Receita Federal cobra quase R$ 70 milhões do atacante Neymar. O valor resulta da decisão do Conselho Administrativo de Recursos Fiscais, que analisou autuação aplicada ao jogador dois anos atrás.

O montante é bem superior ao apresentado pelos advogados do jogador do PSG em agosto do ano passado. Na ocasião, a defesa disse que a multa original iria cair de R$ 188,8 milhões para R$ 8,7 milhões – e que isso iria encerrar a disputa.

Essa diferença fez com que a defesa de Neymar acionasse a Justiça para questionar o novo procedimento para calcular a multa.

No último dia 5 de dezembro, o juiz Décio Gabriel Gimenez, da 3ª Vara Federal de Santos, publicou sentença em que extingue o processo após pedido de desistência dos advogados de Neymar. A disputa continuará nos tribunais.

Altamiro Bezerra, executivo que comanda as empresas da família de Neymar, falou ao Globoesporte que novas ações serão protocoladas em cortes superiores para contestar a cobrança.

A transferência de Neymar do Santos para o Barcelona, em 2013, é o principal motivo do imbróglio. Foram apontadas possíveis irregularidades em contratos de imagem do jogador e nos acordos que o levaram ao clube espanhol.

Comentários

AVISO - Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie através do nosso whatsapp 71 99663.6360 ou do email jornalismo@maisregiao.com.br. Leia as perguntas mais frequentes para saber o que é impróprio ou ilegal. TERMOS DE USO

mais notícias » Leia também

Publicidade
Publicidade