Novo presidente da Caixa Econômica Federal, Pedro Guimarães (Foto: Divulgação)

O novo presidente da Caixa Econômica Federal, Pedro Guimarães, negou nesta terça-feira (8) que vai haver aumento dos juros no financiamento da casa própria para a classe média. Na véspera, ele afirmou que a classe média terá de pagar juros de mercado financiar a casa própria, após cerimônia de posse no Palácio do Planalto.

Ele destacou que as taxas permanecerão acima dos juros do programa Minha Casa Minha Vida, voltando para as classes mais baixas.

Guimarães declarou que os juros do MCMV são subsidiados e os juros para classe média estão num patamar mais elevado. Ele disse suas palavras foram distorcidas quando ele falou que os juros da classe média atenderiam as regras de mercado.

"O menor juros que existe no Brasil para crédito imobiliário é o do Minha Casa Minha Vida; você querer comparar Minha Casa Minha Vida com crédito imobiliário para classe média não é correto matematicamente. É óbvio que juros para classe média é maior", disse após a cerimônia de transmissão de cargo na presidência do BNDES, nesta terça.

Na véspera, o presidente do banco disse que a classe média terá juros maiores que os oferecidos nas operações do Minha Casa Minha Vida, programa habitacional que conta com juros subsidiados para a população de baixa renda.

Comentários

AVISO - Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie através do nosso whatsapp 71 99663.6360 ou do email jornalismo@maisregiao.com.br. Leia as perguntas mais frequentes para saber o que é impróprio ou ilegal. TERMOS DE USO

mais notícias » Leia também

Publicidade
Publicidade