Seu Jorge, que dá vida ao guerrilheiro, no primeiro longa de Wagner Moura como diretor (Foto: Divulgação)
Primeiro longa de Wagner Moura como diretor, Marighella teve seu cartaz divulgado esta semana. Com fotografia de Bob Wolfenson, o pôster traz o rosto de Seu Jorge, que dá vida ao guerrilheiro, enquadrado em close. O filme estreia na mostra principal do Festival de Berlim, que acontece na capital alemã de 7 a 17 de fevereiro. Mesmo não concorrendo ao Urso de Ouro, a produção terá sua estreia mundial durante o evento e será exibido no dia 15. Marighella deve chegar aos cinemas brasileiros no dia 18 de abril de 2019.

O filme conta a história do escritor e guerrilheiro baiano Carlos Marighella, morto em 1969 pela ditadura militar. Militante comunista desde a juventude, deputado federal constituinte e fundador do maior grupo armado de oposição à ditadura militar, a Ação Libertadora Nacional, Marighella nasceu em Salvador em 1911, era também poeta e acabou virando letra de música de Caetano Veloso e dos Racionais MC's. Ele foi assassinado numa ação comandada pela ditadura, em São Paulo.

Além de Seu Jorge, que interpreta Marighella, o elenco conta com  Adriana Esteves, Bruno Gagliasso e Humberto Carrão. O enredo do longa tem como foco os últimos anos de vida do guerrilheiro. No filme, o policial Lúcio é o responsável por perseguir a trupe revolucionária com o intuito de acabar com a rebelião. 

O filme é orçado em R$10 milhões e é inspirado no livro Marighella — O Guerrilheiro que Incendiou o Mundo, do jornalista Mário Magalhães, lançado originalmente em 2012 pela Companhia das Letras.

A equipe da área de entretenimento da O2 Filmes, produtora responsável pelo longa, concluiu em 2018 as 55 diárias de filmagens que envolveram 230 profissionais entre produtores, equipe técnica, equipe de arte e mais elenco de 70 pessoas. Foram 120 sets de filmagens realizados em São Paulo, Rio de Janeiro, Salvador, Cachoeira, Campinas, Vinhedo, Pedreira, Embu e Araçariguama.

Comentários

AVISO - Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie através do nosso whatsapp 71 99663.6360 ou do email jornalismo@maisregiao.com.br. Leia as perguntas mais frequentes para saber o que é impróprio ou ilegal. TERMOS DE USO

mais notícias » Leia também

Publicidade
Publicidade