Thálisson Santana dos Santos, 22 anos (Foto: Divulgação/ Polícia Civil)

Um dos integrantes da quadrilha que arrombou e roubou o cofre da Casa Lotérica ‘Raio de Sol’, em Mata de São João, teve a prisão preventiva decretada nesta quarta-feira (13). Trata-se de Thálisson Santana dos Santos, 22 anos, preso também no último dia 09 de fevereiro, por tráfico de drogas.

O Delegado Titular da 36ª Delegacia Territorial de Mata de São João, Euvaldo Costa, o setor de investigação da unidade em conjunto com policiais da 18ª Delegacia de Camaçari elucidaram o roubo à Casa Lotérica e trabalham na prisão dos demais acusados de participação no crime.


null             Elenilson Gonçalves dos Santos morto em confronto com a polícia - Foto: Reprodução

De acordo com informações da polícia, outro acusado identificado como Elenilson Gonçalves dos Santos, conhecido "Caneludo" foi morto em Salvador em confronto com a polícia, nesta terça-feira (12). Outros envolvidos encontram-se foragidos.

 

Relembre o caso

 

null                  Casa Lotérica foi arrombada na madrugada do dia 06 de dezembro - Foto: Mais Região


Uma quadrilha composta por pelo menos seis homens armados com fuzis arrombou uma Casa Lotérica e levou o cofre do estabelecimento, na madrugada do dia 06 de dezembro no centro de Mata de São João. A ação, que teve início por volta das 2h46, durou cerca de 10 minutos.  

As imagens da Centro de Monitoramento da Prefeitura, que está em fase de testes, a polícia pôde ter detalhes de toda a ação criminosa.  

Os assaltantes estavam em dois veículos: um Chevrolet Cobalt branco (OZQ-6664) e um Kia Cerato preto (JSY-9997) com restrição de roubo. 

O bando se dividiu em dois grupos. Enquanto três homens arrombavam a Casa Lotérica na Rua Quintino Bocauiva, outros dois agiam na frente da sede da PM. Ao chegar no local, os criminosos avistaram três pessoas que estavam num veículo modelo Gol, em frente a Policlínica Municipal, aguardando para serem levadas para um hospital em Salvador e renderam o trio.

Os assaltantes colocaram o carro das vítimas na frente do Batalhão e fizeram as vítimas de ‘escudo humano’. Após a chegada do outro carro com o cofre, dois criminosos atiraram contra as viaturas da PM e fugiram do local. 

O valor subtraído da Casa Lotérica não foi informado a imprensa.

As vítimas feitas de reféns não tiveram os nomes divulgados, mas segundo informações da PM, uma das vítimas teve o braço fraturado, durante a ação criminosa.


null

Comentários

AVISO - Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie através do nosso whatsapp 71 99663.6360 ou do email jornalismo@maisregiao.com.br. Leia as perguntas mais frequentes para saber o que é impróprio ou ilegal. TERMOS DE USO

mais notícias » Leia também

Publicidade
Publicidade