(Foto: )
Com o fim da primeira temporada do "Tá brincando", Otaviano Costa optou por não renovar o seu contrato com a Rede Globo. Nas redes sociais, o apresentador apenas escreveu: "é verdade esse bilhete".

"Com o encerramento da 1ª temporada do ‘Tá Brincando’, o apresentador Otaviano Costa procurou a Globo, e propôs não renovar seu contrato, que termina no fim de maio, já que neste momento, não há previsão de data para a segunda temporada do programa. Após 10 anos de uma trajetória conjunta de sucesso, carinho e respeito, a decisão foi tomada em comum acordo com a emissora e está em sintonia com as transformações e as novas dinâmicas de parceria da Globo e do mercado. A Globo continua de portas abertas para discutir projetos com o apresentador, a qualquer momento e para qualquer plataforma das empresas Globo", diz a nota da emissora.

O marido de Flávia Alessandra estava na emissora desde 2009, quando atuou em "Caras e bocas", de Walcyr Carrasco. Desde 2011, Otaviano migrou para o entretenimento. Primeiro como repórter do "Domingão do Faustão". Depois, consagrou-se como apresentador do "Vídeo show", entre 2013 e 2018, além de ter um destaque como comentarista do "Amor e sexo", entre 2012 e 2018.

Otaviano comandou programas como "O+", na Band, e celebrou o voo solo na Globo, com o "Tá brincando".

— Mais do que uma conquista pessoal, esse programa é uma conquista profissional. As duas coisas são parecidas, mas, ao mesmo tempo, diferentes. Realizar algo pessoal em qualquer outra casa é fantástico, mas concretizar isso na Globo é incrível, me enche de satisfação. E é significativo começar um novo ciclo no início do ano. Veio no tempo certo — disse o apresentador, de 45 anos, ao EXTRA, próximo a estreia.

Comentários

AVISO - Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie através do nosso whatsapp 71 99663.6360 ou do email jornalismo@maisregiao.com.br. Leia as perguntas mais frequentes para saber o que é impróprio ou ilegal. TERMOS DE USO

mais notícias » Leia também

Publicidade
Publicidade