Roger (centro) vai ter uma semana para preparar o Bahia para o próximo desafio fora de casa (Foto: Felipe Oliveira / EC Bahia )

A derrota para o Athletico-PR, por 1x0, na Arena da Baixada, no domingo passado (12), repetiu uma cena que o torcedor do Bahia está acostumado: resultados ruins fora de casa.

Tem sido assim a tônica do tricolor no Campeonato Brasileiro. Se em casa o time é soberano e consegue conquistar a maioria dos seus pontos, longe dos seus domínios a história muda totalmente.

Tanto é que o Esquadrão perdeu os dois jogos que fez como visitante este ano: 3x2 para o Botafogo e 1x0 para o Athletico-PR. Aumentando o recorte, foram apernas dois triunfos nas últimas 21 partidas fora de casa. Dados que ligam o alerta no tricolor.  

"É evidente que dentro do nosso planejamento para esse ano a gente precisa triunfar fora de casa, precisa desempenhar o futebol que a gente tem também fora de casa. A gente não fez uma partida ruim, tivemos chances, jogamos contra uma equipe que tem um retrospecto muito bom, muito forte, com muitos fatores favoráveis a eles. Isso não é uma desculpa, é um fator que todo mundo que joga lá constata, e gente esteve próximo de conseguir um resultado melhor”, disse o goleiro o Douglas, antes de continuar:  

"Estamos jogando uma competição de alto nível e os mínimos detalhes fazem com que você ganhe ou perca uma partida. Voltamos tristes para Salvador porque tanto contra o Athletico-PR quanto contra o Botafogo, a gente teve o sentimento de que poderia ter saído com o resultado melhor", afirmou.

Sequência fora de casa

A preocupação de Douglas é também a de toda a torcida tricolor. O Bahia ainda tem mais dois jogos antes de fechar a sequência de três partidas fora de casa. No próximo domingo (19),  o Esquadrão encara o São Paulo, no Morumbi, pela quinta rodada do Brasileirão. O time paulista também é o adversário da quarta-feira (22), no mesmo local, mas dessa vez pelo jogo de ida das oitavas de final da Copa do Brasil.

Para tentar reverter o quadro, Roger Machado vai ter a semana inteira de treinos para preparar a equipe. O treinador tem um desfalque garantido, já que Nino Paraíba recebeu o terceiro cartão amarelo e está suspenso. Ezequiel vai fazer a sua estreia.

Roger torce ainda pelos retornos do lateral-esquerdo Moisés e do atacante Arthur Caíke. Os dois sentiram a parte posterior da coxa e estão em tratamento no departamento médico.

"Ezequiel é um cara que chegou há poucas semanas, está se dedicando nos treinos, é bom ter mais de um atleta de alto nível por posição. Estamos em uma sequência dura de jogos e para nós dá uma tranquilidade maior quando sai o Nino, um jogador que vem de uma boa sequência, e vai entrar um jogador experiente, que tem se preparado muito e com certeza vai dar conta do recado", comentou Douglas.  

Comentários

AVISO - Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie através do nosso whatsapp 71 99663.6360 ou do email jornalismo@maisregiao.com.br. Leia as perguntas mais frequentes para saber o que é impróprio ou ilegal. TERMOS DE USO

mais notícias » Leia também

Publicidade
Publicidade