Armas encontrados com suspeitos de assaltar banco em Barreiras no oeste da Bahia (Foto: Divulgação)

Três suspeitos de participar do assalto a uma agência bancária na cidade de Barreiras, no oeste da Bahia, no início de maio, foram mortos em confronto com a polícia, na tarde de segunda-feira (13), em Lauro de Freitas. A informação é da Secretaria de Segurança Pública da Bahia (SSP-BA).

No domingo (12), cinco suspeitos de planejar ataques contra agências bancárias na região de São Sebastião do Passé e Catujá haviam sido mortos durante tiroteio com policiais.

De acordo com a SSP-BA, quando foram encontrados, os três homens estavam hospedados em uma pousada do bairro de Ipitanga, em Lauro de Freitas. Somente eles estavam no local.

Ainda segundo o órgão, guarnições das Rondas Especiais RMS foram enviadas à pousada onde estava o trio. Houve confronto e os suspeitos foram atingidos. Eles foram socorridos para o Hospital Menandro de Faria, em Lauro de Freitas, mas não resistiram.

Os homens foram identificados como Dario Lucena de Lacerda, Júlio Rodrigues Valente e Douglas Bispo Carvalho.

De acordo com o delegado Rivaldo Luz, titular da 11ª Coordenadoria Regional de Polícia do Interior (Barreiras), o trabalho de investigação contou com apoio do Setor de Inteligência da Polícia Civil de Goiás, pois os homens portavam documentos falsos com indicativo de emissão do estado do centro-oeste do país.

A polícia informou que com os homens foram apreendidos uma pistola 380 e dois revólveres calibre 38.

A SSP-BA informou que as investigações continuam com o objetivo de localizar os demais integrantes do grupo. Não há detalhes sobre o número exato de pessoas que participaram do assalto e que são procuradas pela polícia.

Comentários

AVISO - Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie através do nosso whatsapp 71 99663.6360 ou do email jornalismo@maisregiao.com.br. Leia as perguntas mais frequentes para saber o que é impróprio ou ilegal. TERMOS DE USO

mais notícias » Leia também

Publicidade
Publicidade