colunista

Maryane Meira

É jornalista do Mais Região, cerimonialista e assessora de noivas. Escreve às quintas, a cada duas semanas.

Não basta fazer parte da história do casal, é importante cumprir com a missão que lhe foi designada. Hoje, minhas dicas tem um público específico e escrevo para sinalizar sobre o apoio e carimbar a importância da força-amiga-irmã, ou seja,

das M A D R I N H A S.

 

Vamos lá?

 

É uma honra ser convidada para ser madrinha e ter esse ‘título’ traz algumas responsabilidades. Tudo começa no processo de organização do casamento, tarefas como escolha do menu da festa, detalhes do convites, porta-guardanapos, lembrancinhas e o vestido de noiva. Todos esses pontos listados carece de uma segunda opinião - das madrinhas.

 

Outra dica não menos importante, é a organização do chá de panela ou até mesmo o chá de lingerie. O planejamento desse evento pode e deve ser executado pelas madrinhas, pois são elas quem mais conhecem a noiva e vai saber reunir as amigas, montar o cardápio e brincadeiras a gosto da nubente. É garantia de muita diversão!

 

Digo com toda segurança: ser madrinha não é nada fácil. A missão não resume apenas em abrilhantar a cerimônia, mas também não se trata de uma obrigação. O crucial é a noiva se sentir acolhida, segura em suas decisões e nada é mais importante que as 'dindas' se coloquem a disposição para ajudá-la em escolhas e tarefas fundamentais.

Comentários

AVISO - Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie através do nosso whatsapp 71 99663.6360 ou do email jornalismo@maisregiao.com.br. Leia as perguntas mais frequentes para saber o que é impróprio ou ilegal. TERMOS DE USO

mais notícias » Leia também

Publicidade
Publicidade