Pré-candidato a prefeito de Lauro de Freitas, Teobaldo Costa (Foto: Reprodução/É do Povo)

O dono da rede Atakarejo e pré-candidato a prefeito de Lauro de Freitas, Teobaldo Costa, contou sobre o desejo de disputar o cargo no executivo, na manhã desta segunda-feira (10). Durante a entrevista no Programa É do Povo, transmitido pela rádio Sauipe FM, o empresário também destacou as áreas que serão prioridades em sua gestão, se eleitor for em 2020.

“Desde o ano passado estou visitando cada canto da cidade, pois preciso conhecer o município e estudar suas carências. A área de mais deficiência é a saúde. A segunda demanda é a educação. Eu sou fanático pela educação, a grande prioridade pra mim será implantar escolas e creches com qualidade. São cinco prioridades, a próxima é o saneamento básico, requalificação dos asfaltos e a geração de emprego, principalmente para os jovens”, ressalta.


null                                               Entrevista na Sauipe FM - Foto: Reprodução/É do Povo


Teobaldo revelou que se eleito for, vai abrir mão do salário de prefeito, do carro e do combustível. “ Eu vou decidir se farei doação para entidade carente ou devolvo para o município. Não usarei o carro nem combustível da prefeitura. Nada é mais justo que eu trabalhe e dedique minha vida ao povo, princialmente ao povo pobre”, afirma.

Conforme Teobaldo, que ainda não se filiou a nenhum partido, o NOVO te um conceito que mais se assemelha ao seu perfil. “O NOVO tem princípios e valores que combinam muito comigo. Conversei com Amoêdo, fundador do partido, e percebi que o NOVO está fazendo uma grande diferença no cenário politico brasileiro”, finaliza.

Durante a entrevista, o Programa É do Povo registrou diversas participações de políticos e empresários. O prefeito Marcelo Oliveira (PSDB) e o ex deputado federal João Gualberto foram algumas das figuras políticas que teceram comentários de admiração e apoio ao empresário.


Assista na íntegra a entrevista: 



Comentários

AVISO - Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie através do nosso whatsapp 71 99663.6360 ou do email jornalismo@maisregiao.com.br. Leia as perguntas mais frequentes para saber o que é impróprio ou ilegal. TERMOS DE USO

mais notícias » Leia também

Publicidade
Publicidade