colunista

Fred & Marcio

Frederico Tognin é biólogo e coordenador técnico do Tamar. Já Marcio Vianna é administrador e cozinheiro. Eles escrevem uma vez por mês.
Amamos tanto o São João que já estamos nos preparando para esta festa há alguns meses. No dia 19 de maio, que aliás sempre chove, iniciamos os preparativos plantando o nosso delicioso milho, que ao longo dos meses crescem... ganham folhas... espigas.... para perto do dia 24 de junho nos deliciarmos. hummmmm

E onde surgiu esta maravilha?! Você sabe? Biologicamente, a origem do milho é um mistério, não se tem a certeza de onde veio, porém, o trabalho de detetive realizado por um pesquisador europeu conseguiu identificar um ancestral selvagem do milho datado do início do século 20. Descobriu evidências de que seria um "parente" de grama mexicana chamada de teosinto. Muita ciência e todo o estudo realizado pelo pesquisador George W. Beadle rendeu, em 1958, o prêmio Nobel. UAUUUUU!! 

Tudo que sabemos e tivemos comprovação genética é recente, mas o que é fato, é que há pelo menos 7.300 anos o milho participa da história alimentar mundial. Os primeiros registros de seu cultivo foram feitos em ilhas próximas ao litoral mexicano, mas rapidamente a cultura se espalhou por todo o país e por toda a América. Com a chegada de Colombo ao nosso continente, o milho embarcou em direção a Europa e se consolidou como fonte alimentar também por aquelas bandas de lá. rs

No Brasil o milho já era cultivado pelos índios antes mesmo da chegada dos portugueses, já que eles utilizavam o grão como um dos principais itens de sua dieta. Agora, como será que veio parar aqui?!!? Mistério.... Mas foi com a chegada dos colonizadores, mais de 500 anos atrás, que o consumo do cereal no país aumentou consideravelmente e passou a integrar o hábito alimentar da população toooodaaaaaa. De acordo com a Fundação Joaquim Nabuco, no período Brasil-Colônia, os escravos africanos tinham no milho, além do aipim, como um de seus principais alimentos. Já falamos aqui na coluna sobre a importância desta raiz na vida, vale a pena ler o texto ECODESENVOLVIMENTO em nossa página. 

E em comemoração a esta data, vamos hoje, MoPovo, trazer uma receita de pamonha de liquidificador, isso mesmo, de liquidificador. Fica MARAVILHOSAAAAA!!

Ingredientes

1 lata de leite condensado
1/2 xícara (chá) de leite de coco
2 latas de milho verde escorridas
5 colheres (sopa) de manteiga
3 ovos
1 colher (sopa) de fermento em pó
100 gramas de coco ralado
Margarina e farinha de trigo para untar

Modo de preparo

Bata todos os ingredientes no liquidificador até que fique uma mistura bem homogênea.
Coloque em uma forma untada e enfarinhada e leve ao forno bem quente para assar.
Deixe assar por volta de 50 minutos ou até que fique bem dourado.
Dica: O coco é opcional, se você preferir pode deixar sem ele.

Comentários

AVISO - Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie através do nosso whatsapp 71 99663.6360 ou do email jornalismo@maisregiao.com.br. Leia as perguntas mais frequentes para saber o que é impróprio ou ilegal. TERMOS DE USO

mais notícias » Leia também

Publicidade
Publicidade