Moradores de Pedro Alexandre e Coronel João Sá, na divisa com Sergipe, estão em alerta (Foto: Reprodução )

A barragem do distrito de Quati, em Pedro Alexandre, município baiano na divisa com Sergipe, sofreu um rompimento no final da manhã desta quinta-feira (11). Ainda não há informações de vítimas.

De acordo com a prefeitura local, o temporal que cai na região ajudou a comprometer a estrutura da barragem, que faz a contenção da água do Rio do Peixe, e uma parte da estrutura rompeu, fazendo com que uma grande quantidade de água invadisse o povoado de Quati, atingindo inclusive o município vizinho de Coronel João Sá. A rodovia BR-235 também foi tomada pela água e lama e está intransitável.

Como o rompimento não foi total, moradores de Coronel João Sá, que estão numa área mais vulnerável às águas, estão sendo retirados de casa. A situação afeta vários serviços na região, e as escolas fecharam.

Segundo a Superintendência de Proteção e Defesa Civil do Estado (Sudec), ainda no início da manhã foi recebido um alerta de risco do rompimento da barragem. 

O órgão informou que a situação foi confirmada por volta de 11h20min, quando receberam a informação do rompimento da estrutura da barragem.

Até agora, duas de suas equipes a foram enviadas ao local e o Corpo de Bombeiros já foi acionado. 

Vídeos publicados nas redes sociais mostram a vazão da água na área onde ocorreu o rompimento.Por conta do rompimento da barragem, o Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes (Dnit) emitiu um alerta sobre o dano à rodovia BR-235. O órgão federal informa que irá aguardar a "redução do nível da água para verificar possíveis danos à rodovia, recuperar em caráter emergencial e restabelecer a trafegabilidade o mais rápido possível".

A Sudec também credita o rompimento às fortes chuvas que atingiram a região nos últimos dias. 

"As Defesas Civis de Pedro Alexandre e Coronel João Sá agiram em conjunto para retirar as famílias das casas. A água invadiu algumas residências, mas não houve destruição nem vítimas. Estão todos em local seguro", afirmou a assessoria do órgão.

Comentários

AVISO - Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie através do nosso whatsapp 71 99663.6360 ou do email jornalismo@maisregiao.com.br. Leia as perguntas mais frequentes para saber o que é impróprio ou ilegal. TERMOS DE USO

mais notícias » Leia também

Publicidade
Publicidade