"Eu vou te pegar. Não tem (Lei) Maria da Penha para viado", teria dito o ex-jogador (Foto: Reprodução )

Adriano Imperador voltou a se envolver em polêmicas. Ele foi acusado pelo promoter Yuri Monteiro, de 27 anos, de ameaça e agressão em uma boate no Rio de Janeiro, na noite desta domingo (7). 

A confusão, que teria ocorrido na boate Vitrinni Lounge, na Barra, Zona Oeste do Rio, foi registrada em boletim de ocorrência feito na 16ª DP (Barra).

De acordo com Yuri, Adriano tentou partir para cima dele, mas foi contido por amigos e seguranças do local. Transtornado, o Imperador teria jogado um copo no rapaz e feito ameaças: "Eu vou te pegar. Não tem (Lei) Maria da Penha para viado". A queixa foi registrada como ameaça.

Segundo o promoter, a confusão começou porque ele tem amizade com Micaela Mesquita, que é ex-namorada de Adriano e tamnbém estava na boate. À polícia, Yuri disse que teve que deixar a boate pela porta dos fundos, porque estava com medo de ser agredido. A investigação vai analisar as câmeras de segurança do interior do estabelecimento.

"Ele tentou me agredir e pediu para os seguranças me tiraram da boate. Nunca fiz nada contra ele. Não tem motivo para ele ter essa raiva de mim. Tudo foi por causa de ciúme da ex-namorada, que não tem nada a ver. Estou me sentindo ameaçado e com medo de andar na rua e ele mandar fazer alguma coisa contra mim", afirmou Yuri ao EXTRA.

O promoter contou que já frequentou festas na casa de Adriano, mas que nunca teve proximidade com o ex-jogador. Ele lembrou ainda que, uma vez, Micaela mandou uma foto dos dois juntos, como amigos, para o Imperador: "Acho que ele não gostou de ter visto essa foto e ficou com raiva de mim".

Através do seu advogado, Diogo Souza, Adriano negou as agressões. “Adriano nega que tenha tentado agredir essa pessoa, muito menos ameaçá-lo.Tal fato será facilmente esclarecido na Justiça", resumiu.

Comentários

AVISO - Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie através do nosso whatsapp 71 99663.6360 ou do email jornalismo@maisregiao.com.br. Leia as perguntas mais frequentes para saber o que é impróprio ou ilegal. TERMOS DE USO

mais notícias » Leia também

Publicidade
Publicidade