Roger orienta o elenco durante treino no Fazendão. Bahia terá sequência de três jogos em casa (Foto: Reprodução )

A pausa para a Copa América aumentou a saudade entre o torcedor e o Bahia. O retorno do tricolor aos gramados depois de quase um mês foi com um bom resultado no empate por 1x1 contra o Grêmio, no primeiro jogo das quartas de final da Copa do Brasil. Mas o reencontro com a torcida vai ser decisivo.

Nos próximos dias, os soteropolitanos vão ter uma overdose de Esquadrão. O Bahia vai fazer três jogos em sequência em Salvador e que vão ser fundamentais para a equipe na temporada.

O primeiro desafio será neste sábado (13), contra o Santos, às 19h, no estádio de Pituaçu, pelo Campeonato Brasileiro. O time de Roger Machado está invicto em casa na Série A e um triunfo pode colocar a equipe no G6, dentro da zona de classificação para a Copa Libertadores. Atualmente, o Bahia é oitavo colocado, com 14 pontos ganhos.

Já na quarta-feira, o Esquadrão voltará para a Fonte Nova. Dessa vez em uma decisão. O duelo contra o Grêmio, pelo jogo de volta das quartas de final da Copa do Brasil, pode ser encarado como o mais importante do clube nos últimos anos. 

Isso porque o Bahia nunca passou para uma semifinal na competição. Para conseguir a façanha, o tricolor precisa de um triunfo simples em casa. Vencer o Grêmio em Salvador, inclusive, não será algo inédito nesta temporada. No mês passado, as duas equipes se enfrentaram em Pituaçu e o time baiano levou a melhor: ganhou por 1x0, gol marcado por Fernandão, de pênalti.

Para essa partida, a tendência é de que a torcida do Bahia lote a Fonte Nova. Apesar do apoio, o atacante Gilberto adota o tom de cautela e diz que nada está decidido.

“A equipe do Grêmio é qualificada e pode surpreender em qualquer lugar. Temos que manter a calma e paciência, assim como foi no jogo do Sul. Saímos atrás, tivemos calma e conseguimos o empate. Por essas e outras a gente tem que estar ciente do que o Roger pede, porque ele vem fazendo um grande trabalho. O que ele tem pedido tem nos colocado em um patamar bom... É seguir ouvindo para conseguir o triunfo e a classificação. A gente quer ser campeão. Respeitamos o Grêmio, mas quem quer ser campeão tem que dar algo a mais para conseguir o triunfo”, disse o camisa 9.

A sequência tricolor em casa será fechada no dia 20, um sábado, também na Fonte Nova, quando recebe o Cruzeiro, pelo Brasileirão.

baixa e reforços

Para a partida diante do Santos, o técnico Roger Machado não deve contar com o lateral-direito Nino Paraíba. Ele sofreu uma entorse durante o empate com o Grêmio e precisou ser substituído ainda no primeiro tempo. Nino vai ser reavaliado, mas deve ser preservado para o duelo da volta perante os gremistas. O reserva Ezequiel, com isso, assume a posição.

Boa notícia para Roger são os reforços recém-chegados ao Fazendão. Ontem, o zagueiro Marllon, emprestado pelo Corinthians, fez o primeiro treino com o elenco. Ele já está regularizado e pode encarar o Peixe.

Outro zagueiro que já tem condição de jogo é Wanderson, comprado do Athletico-PR. Após o jogo com o Grêmio, Roger elogiou as estreias de Juninho e Guerra.

“Juninho é jogador de imponência na bola aérea, acho que fez uma bela estreia. Guerra também, à medida do possível e na característica dele, fez bons 20 minutos, acho que ficou em campo, com objetivo de, no momento em que o Grêmio estava nos pressionando, a gente ter um controle pela técnica”.

Comentários

AVISO - Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie através do nosso whatsapp 71 99663.6360 ou do email jornalismo@maisregiao.com.br. Leia as perguntas mais frequentes para saber o que é impróprio ou ilegal. TERMOS DE USO

mais notícias » Leia também

Publicidade
Publicidade