A proposta é evitar que a população adquira doenças e corra alguns riscos eminentes (Foto: Divulgação/Ascom)

Uma parceria entre o Hospital Municipal Eurico Goulart de Freitas e a Vigilância Epidemiológica oportunizou a comunidade local com uma palestra educativa na unidade de saúde, que aconteceu na manhã desta quinta-feira (11). Trata-se da campanha de combate ao Aedes Aegypti, mosquito transmissor da dengue.


Durante o encontro, as agentes de combate às endemias Tainara Oliveira e Cristina Silva, alertaram a população sobre a importância de eliminar os focos do mosquito em suas residências. “É essencial que vocês compartilhem esse aprendizado com seus vizinhos, amigos e parentes. Sejam multiplicadores de informação”, recomenda Tainara.


As agentes abriram um momento para que os pacientes pudessem sanar suas dúvidas e também sugeriram que o trabalho educativo seja repassado em casa, com as crianças. “Ensinem as crianças a reconhecerem os focos do mosquito, para que elas também possam atuar no combate à dengue”, disse a agente Cristina Silva.


A Coordenadora do HEF, Carmó Silva, afirma que o trabalho educativo é essencial no setor da saúde. “Precisamos realizar esse tipo de ação aqui no Hospital, e fazemos isso rotineiramente. A população se conscientiza e acaba repassando as informações para conhecidos, o que ajuda na prevenção de doenças e contaminações”.


Informação e Saúde – O HEF realiza ações educativas durante todos os meses. A proposta é evitar que a população adquira doenças e corra alguns riscos eminentes, isso tudo por meio da informação.


Recentemente, a sala de espera do Hospital Municipal promoveu palestras sobre hipertensão, como evitar queimaduras durante os festejos de São João, como acionar o SAMU, entre outras.

Comentários

AVISO - Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie através do nosso whatsapp 71 99663.6360 ou do email jornalismo@maisregiao.com.br. Leia as perguntas mais frequentes para saber o que é impróprio ou ilegal. TERMOS DE USO

mais notícias » Leia também

Publicidade
Publicidade