Jorge Fernando Pereira da Silva (Foto: Divulgação/Polícia Civil )
Preso na última sexta (2) em Salvador, após furtar um ônibus na Estação Mussurunga, Jorge Fernando Pereira da Silva voltou a ser preso pelo mesmo crime nesta terça-feira (6) e mais uma vez no litoral de Mata de São João. É o terceiro veículo furtado pelo idoso de 62 anos em menos de duas semanas.

Jorge Fernando foi detido, por volta das 20h30, no Entroncamento de Imbassai por Policiais militares da 53ª Companhia Independente, após ser montado um bloqueio. 

O motorista informou que o ônibus da empresa Lis havia apresentado falha nas imediações de Barra de Jacuípe, na cidade de Camaçari e que precisava ser guinchado. Ele parou o veículo no acostamento e se deslocou para Barra de Pojuca, onde providenciaria um reboque. O motorista aguardava no entroncamento de Praia do Forte quando avistou o ônibus passar por ele sentido Aracaju. 

Após ser rendido pelos policiais, Jorge Fernando disse novamente que seguiria para Aracaju, no estado de Sergipe, onde venderia o ônibus por R$ 10 mil. 

null

Questionado pelos policiais como ele conseguiu sair com o veículo quebrado, o idoso disse que o ônibus apresentava uma simples entrada de ar. 

A ocorrência foi registrada na Delegacia de Proteção Ambiental de Praia do Forte (DPA). 

1º furto em Dias d'Ávila 

Jorge Fernando furtou o primeiro ônibus da empresa Cidade das Águas no dia 26 de julho. O veiculo foi recuperado pela polícia Civil da 18ª Delegacia Territorial de Camaçari no dia seguinte (27) em Sauipe, litoral de Mata de São João. 

Durante a operação da polícia, o suspeito, que foi localizado através do sistema de rastreamento do veículo, tentou fugir ao perceber a presença da polícia, mas acabou colidindo o ônibus.

Comentários

AVISO - Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie através do nosso whatsapp 71 99663.6360 ou do email jornalismo@maisregiao.com.br. Leia as perguntas mais frequentes para saber o que é impróprio ou ilegal. TERMOS DE USO

mais notícias » Leia também

Publicidade
Publicidade