Com 22 gols na temporada, camisa 9 tricolor é o artilheiro do Brasil em 2019 (Foto: Reprodução )

A vida de Gilberto no Bahia não poderia estar melhor. O centroavante lidera quando o assunto é número de gols marcados pelo tricolor. Só nos últimos dois jogos, o camisa 9 balançou as redes cinco vezes - três contra o Flamengo e dois sobre o Palmeiras -, números que fazem do jogador o maior goleador do país ao lado de Gabigol, do Flamengo, com 22 tentos na temporada 2019.

A boa fase de Gilberto é tanta que essa já a temporada mais artilheira do jogador desde que ele iniciou como profissional, em 2010, pelo Santa Cruz. Antes de ativar o faro de gols pelo Bahia, a melhor marca do camisa 9 havia sido pela Portuguesa, em 2013, quando balançou as redes 14 vezes em 24 partidas.

Além da disputa pelo posto de maior goleador do Brasil, o desempenho já rendeu para Gilberto esse ano a artilharia do Nordestão, com oito gols. E mesmo não estando mais na Copa do Brasil, Gilberto é o vice-artilheiro do torneio, com quatro gols, um a menos que Luciano, do Fluminense, e Pipico, do Santa Cruz, que têm cinco cada. Já no Brasileirão, o centroavante também assumiu a vice-artilharia, com sete gols, empatado com Thiago Galhardo (Ceará), Eduardo Sasha (Santos) e Everaldo (Chapecoense). O trio perde apenas para Gabigol, que tem nove tentos.

Veja os três gols de Gilberto contra o Flamengo

Para ajudar a entender como “Golberto”, como o jogador é carinhosamente chamado pela torcida, conseguiu superar os seus próprios números, o CORREIO dissecou todos os 22 gols anotados pelo atacante nesse ano. E a palavra que melhor define Gilberto até aqui é equilíbrio.

Com os dois gols marcados no empate por 2x2 com o Palmeiras, no domingo passado, no Allianz Parque, Gilberto igualou o número de gols que marcou em casa e fora. Foram 11 tentos em Salvador e outros 11 longe da capital baiana. Além disso, o camisa nove consegue ser letal nos dois tempos dos jogos. Acredite se quiser, mas o centroavante também fez gol 11 vezes no primeiro tempo e outras 11 na segunda etapa.

REPERTÓRIO

Além do equilíbrio, Gilberto pode se vangloriar de ter feito gols de todos os tipos no Bahia. Destro, ele marcou 14 dos 22 tentos com o pé direito, sendo sete deles de pênalti. Mas o jogador também usou outras partes do corpo para deixar a sua marca.

Mesmo sem ser a perna boa, a esquerda foi usada quatro vezes. Ele anotou ainda outros quatro gols de cabeça. Gilberto também não hesitou quando precisou mostrar recurso. No 1x1 contra o Vitória, pela Copa do Nordeste, o atacante foi acrobático e mandou uma pintura de bicicleta. Já diante de Altos e Salgueiro, também pelo regional, ele marcou de letra e cobertura, respectivamente. Por tudo isso, Gilberto é a principal arma do tricolor para o jogo contra o Goiás, domingo, às 16h, na Fonte Nova.

Comentários

AVISO - Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie através do nosso whatsapp 71 99663.6360 ou do email jornalismo@maisregiao.com.br. Leia as perguntas mais frequentes para saber o que é impróprio ou ilegal. TERMOS DE USO

mais notícias » Leia também

Publicidade
Publicidade