Episódio foi em Ilhéus; (Foto: Divulgação)

A imagem de um cachorro sendo velado dentro de um caixão em Ilhéus, no sul da Bahia, viralizou depois de ser postada em uma página de humor e fatos inusitados no Facebook. O animal aparece enrolado em um lençol e com flores espalhadas ao redor em um caixão adequado ao seu tamanho, com pessoas ao redor.

O caixão, feito especialmente para o animal de estimação, foi vendido pelo Serviço de Assistência Familiar (SAF), no bairro Conquista, e o fato aconteceu no último sábado (7).

Diante da repercussão da imagem, o SAF divulgou nota para dizer que não faz velório ou sepultamento dos cachorros, "apenas comercializa a urna (caixão) para animais de estimação". Cabe à família cuidar das demais etapas (leia nota abaixo).

Não há detalhes sobre como o cachorro morreu e nem como a família procedeu para o enterro do animal. Na página "Serumaninho Mil Grau", são centenas de compartilhamentos da postagem, que tem apenas a foto e uma legenda informando que o velório foi em Ilhéus. 

A ação dividiu opiniões. Um internauta afirmou que se tratava de "respeito e demonstração do amor que o dono tinha pelo animal". Outra discordou. "Com todo respeito, eu amo cachorro. Mas o povo tá tendo mais respeito pelos animal do que pelas crianças". Mas a maioria foi favorável ao velório. "Os animais merecem respeito e dignidade porque são criaturas de Deus", escreveu um rapaz. "Todos merecem um velório digno", acrescentou outro internauta.

Nota do SAF:

Nos últimos dias viralizaram algumas imagens nas redes sociais de um possível velório de um cachorro em nossa unidade. Diante disso, informamos que o SAF apenas comercializa a urna (caixão) para animais de estimação. NÃO realizamos velórios, processos de conservação ou sepultamento destes. Estes processos descritos são de responsabilidade da família.

Nossos espaços obedecem a todas as regras sanitárias e são utilizados APENAS para velórios de humanos. O respeito ao cliente será sempre nosso principal valor.

Comentários

AVISO - Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie através do nosso whatsapp 71 99663.6360 ou do email jornalismo@maisregiao.com.br. Leia as perguntas mais frequentes para saber o que é impróprio ou ilegal. TERMOS DE USO

mais notícias » Leia também

Publicidade
Publicidade