Os eventos começaram ontem (6) e vão até o próximo sábado, no hotel Iberostar Bahia e no Centro de Convenções da Praia do Forte, em Mata de São João. (Foto: Divulgação/Ascom)
O Litoral Norte da Bahia, foi escolhido para sediar a 27ª Reunião Anual do Conselho Nacional da Reserva da Biosfera da Mata Atlântica (CNRBMA) e o Seminário Nacional Turismo e Mata Atlântica. Os eventos começaram ontem (6) e vão até o próximo sábado, no hotel Iberostar Bahia e no Centro de Convenções da Praia do Forte, em Mata de São João.

Representantes dos 17 estados brasileiros, que estão inseridos na Mata Atlântica, participam do encontro. A Reunião é uma promoção do CNRBMA, organizada com a colaboração do Subcomitê da RBMA do Litoral Norte do Estado da Bahia.


Tem apoios da Prefeitura de Mata de São João, da UNESCO, da Secretaria de Meio Ambiente do Estado da Bahia (Sema), INEMA e diversos parceiros locais e dos Postos Avançados da Reserva da Biosfera.


A Assembléia do Instituto Amigos da RBMA contará com lançamentos de publicações e vídeos sobre a Mata Atlântica, discussão sobre temas relacionados à conservação e às políticas públicas, além da entrega do Prêmio Muriqui 2019 e do lançamento do Roteiro da Biosfera da Costa dos Coqueiros.


Cobertura de Mata Atlântica – A Bahia é o estado que reúne o maior número de postos avançados da Biosfera da Mata Atlântica no Brasil. São 15 em todo o estado, com 10 deles no Litoral Norte (cinco em Mata de São João).


O município sede da 27ª Reunião da CNRBMA e do Seminário Nacional Turismo e Mata Atlântica tem 21% de cobertura original de Mata Atlântica. No Brasil, são 15% de cobertura, segundo dados da Fundação SOS Mata Atlântica, de 2017. Novo levantamento será divulgado em 2020.


“Estamos recebendo dois eventos grandiosos dentro da APA (Área de Proteção Ambiental) do Litoral Norte. Para nós é o reconhecimento de um trabalho que é desenvolvido com muita dedicação por um grupo há mais de 10 anos”, celebra a bióloga e secretária executiva do Sub-Comitê da Biosfera da Mata Atlântica do Litoral Norte, Adriana Castro.


Para Castro, a expectativa é que o Seminário traga para a região um sentimento de valorização e de preservação do bioma da Mata Atlântica e de todos os serviços ecossistêmicos que a vegetação presta, de uma forma mais ampla.


“Que destaque e valorize também a real possibilidade de existir um desenvolvimento econômico em áreas preservadas. Porque é possível a gente ter áreas preservadas e desenvolvimento econômico”, explica.


De acordo com a bióloga, os eventos oferecem a oportunidade de conhecer não apenas as experiências de preservação e turismo em áreas preservadas do Litoral Norte da Bahia, mas também de outros locais do Brasil.


Turismo e Mata Atlântica – O Seminário “Turismo e Mata Atlântica” terá abertura, no Centro de Convenções da Praia do Forte, no dia 7 à noite e atividades durante todo o dia 8. Serão palestras e mesas redondas, além do lançamento do Programa “Roteiro da Biosfera da Mata Atlântica”.

Comentários

AVISO - Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie através do nosso whatsapp 71 99663.6360 ou do email jornalismo@maisregiao.com.br. Leia as perguntas mais frequentes para saber o que é impróprio ou ilegal. TERMOS DE USO

mais notícias » Leia também

Publicidade
Publicidade