A meta é atender 8.197 pessoas (Foto: Divulgação/Ascom)

A partir do dia 18 de novembro, a Vigilância Epidemiológica inicia a segunda etapa da vacinação contra o sarampo. As vacinas serão disponibilizadas em todas as 14 unidades dos postos do Programa Saúde da Família (PSF) da Sede, da Zona Rural e do Litoral e será direcionada para adultos entre 20 e 29 anos que ainda não atualizaram a caderneta de vacinação.


De acordo com a coordenadora da Vigilância Epidemiológica do município, Fátima Grande, a procura pela imunização na primeira fase foi dentro do previsto, mas estão sendo planejadas outras estratégias para atingir a totalidade do público-alvo. A meta é atender 8.197 pessoas, lembrando que esta é uma vacina que faz parte da rotina dos postos de saúde.


Segundo Fátima, o público deste segundo momento é mais difícil de ser atingido, por conta da faixa etária.  “Esses jovens adultos estão trabalhando ou estudando e geralmente não comparecem aos postos, e para sanar essa lacuna, além da vacinação nas unidades de saúde, as equipes estão realizando busca ativa nos locais de trabalho da população”, explicou. No momento, as equipes estão atuando nos complexos hoteleiros localizados no Litoral do município, onde circulam muitos turistas.


DIA D 30 de novembro – A data é uma mobilização para estimular pessoas a se imunizarem contra a doença. Postos de saúde estarão abertos no dia 30 do mês corrente para receber os interessados em se proteger contra o sarampo ou que não tenham tomado todas as doses. As pessoas que já possuem duas doses no cartão de vacina não precisarão repetir.


Dados da Organização Mundial de Saúde (OMS) mostram que os casos de sarampo estão surgindo em níveis alarmantes no mundo. Os casos da doença no Brasil também aumentaram desde o ano passado. Na Bahia, alguns casos de sarampo já foram confirmados. Em Mata de São João, não houve nenhum caso, mas a Secretaria da Saúde vem reforçando a importância da prevenção.

Comentários

AVISO - Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie através do nosso whatsapp 71 99663.6360 ou do email jornalismo@maisregiao.com.br. Leia as perguntas mais frequentes para saber o que é impróprio ou ilegal. TERMOS DE USO

mais notícias » Leia também

Publicidade
Publicidade