Jogadores do Vitória em treinamento, na Toca do Leão (Foto: Maurícia da Matta / EC Vitória)

Após finalizar a preparação para enfrentar o CRB, em jogo válido pela 35ª rodada da Série B, os jogadores do Vitória se reuniram, nesta segunda-feira (11), com a direção do clube para uma discussão sobre os atrasos salariais que assolam o clube.

Os atletas decidiram não se concentrar na Toca do Leão. Segundo apurado pelo CORREIO, os atletas saíram após o treino e não retornaram. Até as 19h30 desta segunda-feira (11), nenhum retornou à Toca. A comissão técnica ainda aguarda a chegada dos jogadores. A informação obtida pela reportagem é que os atletas só vão se apresentar na próxima terça (12), dia do jogo contra o CRB.

A assessoria de comunicação do Vitória afirmou que "não vai confirmar nem desmentir a informação" dos salários atrasados.

Contudo, o técnico do Vitória declarou na última entrevista do clube antes da partida contra o CRB que o problema existe. 

"Todo mundo sabe que o Vitória está tendo algumas dificuldades nessa reta final. E a gente tem procurado ajudar de todas as maneiras", afirmou o treinador.

Geninho também disse que está intermediando o contato entre diretoria e o grupo de atletas para que o Vitória não enfrente maiores problemas devido às dificuldades financeiras. 

"Um atraso, não vamos falar de atraso exagerado, faz parte da maioria dos clubes brasileiros. Não é somente o Vitória", contemporizou Geninho.

Anunciado no meio de setembro, Geninho aponta que o atraso não pode se ampliar para que o problema do clube não cresça junto. No último mês de outubro, o Conselho Deliberativo do Vitória aprovou uma suplementação orçamentária de aproximadamente R$ 13 milhões.

"O primeiro problema se transforma em grande problema e fica mais difícil de você administrar", disse.

Vitória e CRB se enfrentam na próxima terça-feira (12), às 19h15, dentro do Barradão. Será a penúltima partida do Leão dentro de casa em 2019.

Comentários

AVISO - Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie através do nosso whatsapp 71 99663.6360 ou do email jornalismo@maisregiao.com.br. Leia as perguntas mais frequentes para saber o que é impróprio ou ilegal. TERMOS DE USO

mais notícias » Leia também

Publicidade
Publicidade