Roger Machado comemora triunfo fora de casa contra o CSA, no Brasileirão (Foto: Reprodução )

Após nove rodadas do Brasileirão, o técnico Roger Machado finalmente esteve diante dos microfones para avaliar um triunfo do Bahia. Na noite de domingo (1), o tricolor venceu o CSA por 2x1, no estádio Rei Pelé, em Maceió, e acabou com o jejum de nove jogos sem vencer no campeonato. Gilberto abriu o placar, Nilton empatou para o time da casa e Arthur Caíke aos 40 minutos da etapa final.

"Era muito importante acabar com essa sequência. A gente sabe da importância que era deixar para trás esse momento de instabilidade. Fizemos um jogo bom. Com um jogador a menos, mudamos a estratégia, mas quisera que a má fase acabasse dessa forma. Era importante vencer. Sabemos como é difícil e muitos jogos se decidem dessa forma", afirmou Roger.

O treinador contou que o jejum do Esqudrão foi o pior da carreira dele como técnico. "Até que ponto a gente sai gritando. Melhor deixar para quando estiver no chuveiro. Exorcizar momento ruim. Foi a maior sequência da minha carreira como treinador, e o que eu me orgulho deste momento é de ter sempre serenidade. Tentar avaliar sempre nos momentos mais difíceis, ter equilíbrio, poder passar confiança para o jogador, analisar de forma centrada, sem perder razão. Momento em que, por vezes, é muito fácil você transferir responsabilidade para os demais, sem entender qual a sua responsabilidade no processo", pontuou.

Com 48 pontos, o Bahia é o 11º colocado na tabela de classificação da Série A. Apesar de ter feito a 7ª melhor campanha do primeiro turno, o time caiu muito de produção e tem o 6º pior desempenho do returno.

"A gente sente. Tenho dito. Isso são avaliações. Como perdemos os pontos? Foram erros coletivos? Individuais? Sentimos pressão? Jogamos bem ou mal? Aí vai dando feedbacks e ferramentas para poder avaliar e saber onde precisamos evoluir coletiva e individualmente. Se olharmos para trás, vamos ver que deixamos muitos pontos que poderiam ser muito úteis. Mas estes pontos que deixamos tiveram motivo. Não podemos achar que foi acaso. Foram acontecimentos que precisamos avaliar para que, no próximo momento, não façamos novamente e não percamos oportunidades importantes como a que deixamos escapar pelas nossas mãos", projetou.

O Bahia está a cinco pontos do Corinthians, primeiro time dentro do G8, grupo de clubes que garante vaga na Copa Libertadores da América de 2020. Com seis pontos em jogo, nas duas últimas rodadas do Brasileirão, o tricolor ainda tem chance de se classificar à competição continental. Roger Machado comentou sobre essa possibilidade.

"Matematicamente, sim. Precisamos fazer a nossa parte e torcer para que os resultados paralelos aconteçam. Hoje atingimos a mesma pontuação do ano passado. Podemos fazer ainda seis pontos, confirmando a vaga na Sul-Americana e podendo sonhar com essa pequena chance de Libertadores. Mas, acima de tudo, terminar com a melhor campanha da história do clube, em pontuação e colocação. Importante deixar para trás esse momento ruim", frisou o treinador. 

O Bahia volta a campo na quinta-feira (5), às 19h15, quando recebe o Vasco, na Fonte Nova. O último jogo do Esquadrão da temporada será no domingo (8), às 16h, contra o Fortaleza, no estádio Castelão, na rodada derradeira da Série A. 

Comentários

AVISO - Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie através do nosso whatsapp 71 99663.6360 ou do email jornalismo@maisregiao.com.br. Leia as perguntas mais frequentes para saber o que é impróprio ou ilegal. TERMOS DE USO

mais notícias » Leia também

Publicidade
Publicidade