A Motorola ainda não definiu uma data de início para as vendas, mas nos EUA informou que haverá um atraso 'devido à alta demanda' (Foto: Divulgação)

Uma das principais novidades tecnológicas de 2019 foi a chegada dos smartphones de tela dobrável em escala comercial. Exibidos por muitos anos como protótipos em eventos sobre o tema, no último ano a tecnologia necessária para criar aparelhos com telas maleáveis chegou à maturidade e três grandes empresas da área já anunciaram dispositivos flexíveis: a Huawei, com o Mate X, a Samsung, com o Galaxy Fold, e a Motorola, com o Razr, releitura do Razr V3, lançado em 2004.

Enquanto a Huawei só disponibiliza seu modelo dobrável na China, as outras duas fabricantes apostaram na venda global: o Galaxy Fold está disponível em diversos países desde setembro de 2019, e o Razr deve chegar às lojas, inclusive no Brasil, ainda este mês. Ambos os aparelhos foram homologados pela Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel) e já podem ser vendidos no País.

A Motorola ainda não definiu uma data de início específico para as vendas, mas especificamente nos Estados Unidos a empresa informou que haverá um atraso no lançamento “devido à alta demanda”. Não há informações se o adiamento afetará a comercialização em outros países. No Brasil, o aparelho pode ser visto e testado em quiosques da própria marca e em lojas de operadoras nas cidades de São Paulo, Campinas, Rio de Janeiro, Curitiba, Brasília e Recife. A Motorola pretende, ainda, realizar fabricação nacional do modelo.

A Samsung, por sua vez, enviou convites à imprensa para o lançamento oficial do Galaxy Fold no Brasil, que acontecerá em 16 de janeiro. A empresa também enfrentou dificuldade de atrasos com o aparelho, pois a primeira versão apresentou problemas estruturais enquanto era avaliada por jornalistas, levando a fabricante a recolher as unidades e reprojetar o modelo. A versão atual, já com as modificações, teve mais de 400 mil unidades vendidas até dezembro, segundo a Samsung.

Embora ambas as fabricantes tenham garantido a venda dos aparelhos no País, nenhuma das duas informou os valores de lançamento. Como se tratam de dispositivos com tecnologias ainda muito recentes e que buscam atender públicos, por enquanto, de nicho, não se deve esperar um custo baixo pelas novidades. O preço praticado globalmente para o Galaxy Fold está na faixa de 2 mil dólares, enquanto o Motorola Razr, que possui especificações mais modestas, foi anunciado com valor de US$ 1.500.

Comentários

AVISO - Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie através do nosso whatsapp 71 99663.6360 ou do email jornalismo@maisregiao.com.br. Leia as perguntas mais frequentes para saber o que é impróprio ou ilegal. TERMOS DE USO

mais notícias » Leia também

Publicidade
Publicidade