(Foto: )

O ginasta Petrix foi o segundo eliminado do BBB20, saindo nesta terça-feira (4) em um paredão quádruplo que ainda tinha Pyong, Babu e Hadson. Apesar do número grande de emparedados, ele ainda teve uma rejeição alta, recebendo 80,27% dos votos. Foram mais de 73 milhões de votos.

"O que vocês fazem nessa rede social é totalmente irresponsabilidade de vocês. Não dá para voltar atrás e reescrever. Não dá para apagar. O que dá para fazer é olhar para a frente", disse o apresentador Tiago Leifert. Hadson recebeu 18,63%. Pyong recebeu 0,66%. Babu recebeu 0,44%.

Petrix foi indicado ao paredão pelo hipnólogo ainda durante uma semana - Pyong ganhou o direito de uma indicação direta durante a disputa da liderança. Depois, Petrix devolveu a indicação ao atender o Big Fone. O paredão se completou com Babu sendo indicado pelo líder Guilherme e Hadson recebendo oito votos da casa.

Durante as duas semanas na casa, Petrix teve destaque. Foi o primeiro líder - quando fez sua primeira indicação a Pyong e criou um antagonismo que acabou por levá-lo à berlinda. Dançou e aproveitou as festas, falou muito de jogo e voto com seus aliados na casa, como Lucas e Felipe.

Mas seu nome vai ser mais lembrado por conta das denúncias de assédio que vieram das redes sociais após três casos. O agora ex-brother foi intimado a depor na Delegacia de Atendimento à Mulher do Rio de Janeiro - o documento foi entregue ao departamento jurídico da Rede Globo para não interromper o confinamento.

O primeiro caso a repercutir na casa do BBB foi no dia 24 de janeiro, quando durante uma das festas, Petrix segurou, apertou e balançou os seios da infuenciadora Bianca Andrade, conhecida como Boca Rosa. Na situação, chamada ao confessionário, ela negou ter se sentido desconfortável com o comportamento do atleta.

Já na madrugada de quinta-feira (30), Petrix voltou a ser criticado, dessa vez por esfregar as próprias partes íntimas na cabeça de Flayslane. No mesmo dia, ele foi advertido pela produção da casa, e pediu desculpas à participante, além de ter afirmado que refletiria sobre a situação.

“Desculpa Brasil se eu dancei demais, se eu rebolei demais, se eu brinquei demais. Tudo brincadeira, tudo um jogo, um personagem na noite. Eu gosto de brincar, me divertir e dançar”, comentou, falando 'sozinho'.

Ainda na quinta, o apresentador Tiago Leifert tratou do assunto de forma breve e afirmou que “o Big Brother espera que essa advertência tenha efeito para que a gente preserve a boa convivência na casa”.

Fora da casa, Petrix também ficou conhecido por ser uma das vítimas que acusaram o ex-treinador Fernando de Carvalho Lopes de abuso sexual.

Outra polêmica

Além das acusações de assédio, Petrix também foi acusado de agressão a Pyong durante uma corrida para atender ao Big Fone. O hipnólogo caiu após ser atingido pelo ginasta. Além de perder a corrida, também machucou braço e joelho, mas a situação foi considerada "excesso de vontade" das duas partes pela produção do programa após "análise do VAR". Caso de agressão também são passíveis de expulsão do jogo.

Comentários

AVISO - Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie através do nosso whatsapp 71 99663.6360 ou do email jornalismo@maisregiao.com.br. Leia as perguntas mais frequentes para saber o que é impróprio ou ilegal. TERMOS DE USO

mais notícias » Leia também

Publicidade
Publicidade