O cadastro será realizado no SAT, em Praia do Forte, das 09h até as 16h (Foto: Divulgação)

O carnaval está chegando e com ele “As Caretas de Praia do Forte”. Nas ruas, elas “aterrorizam” os foliões, que se encantam com tanta originalidade. A curiosa “fantasia” invade a Vila e paralisa todos os olhares. As Caretas desfilam no carnaval quase todos os dias, mas é no domingo que elas fazem a festa.

Para organizar ainda mais esta cultura local, a Prefeitura Municipal, através da Secretaria de Cultura e Turismo inicia nesta sexta-feira (14), o cadastro das Caretas.

O cadastro será realizado no SAT, em Praia do Forte, das 09h até as 16h. No ato do cadastro a Careta terá que assinar um termo de compromisso com algumas regras já conhecida por todos:

Retirar e descartar o material utilizado na indumentária, em local apropriado e definido previamente;

Não utilizar garrafas de vidro enquanto estiver fantasiado;

Não será permitida a utilização de mascaras de silicone;

A partir das 18h, retirar a mascara.

As caretas de Praia do Forte são um exemplo vivo de preservação da cultura. De acordo com a lenda, as Caretas vêm do tempo da escravidão, quando, durante o Carnaval, os senhores permitiam que os escravos se manifestassem culturalmente. Era uma forma de cultuarem seus deuses e divindades.

Essa tradição foi passada de pai para filho e se mantém até hoje. As Caretas também contam com apoiadores locais e membros da comunidade que ajudam a organizar oficinas e apresentações, principalmente com as crianças.

Para as Caretas, a festa começa com o ritual de preparação. Os corpos recebem uma lona preta e muitas folhagens. Nos pés, um sino e na cabeça uma máscara que remete a um animal. A produção demora quase 1 hora.

Comentários

AVISO - Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie através do nosso whatsapp 71 99663.6360 ou do email jornalismo@maisregiao.com.br. Leia as perguntas mais frequentes para saber o que é impróprio ou ilegal. TERMOS DE USO

mais notícias » Leia também

Publicidade
Publicidade