Hipnólogo recebeu 51,70% dos votos para deixar jogo em paredão triplo (Foto: Divulgação)
O youtuber e hipnólogo Pyong Lee se tornou o oitavo participante eliminado do Big Brother Brasil 20 em resultado anunciado na noite desta terça-feira (17). Ele teve 51,70% dos votos e acabou superado por pequena margem de votos pro Babu, que 47,71% contrários do público. Rafa, com apenas 0,59% da rejeição, também segue na disputa. 

Com passagem polêmica pelo programa, no qual foi acusado de assédio sexual contra duas participantes, ele agora poderá conhecer seu filho recém-nascido, que veio ao mundo durante sua participação no reality show da TV Globo.

Colecionador de pedidos de expulsão nas redes sociais, Pyong era um dos participantes famosos do BBB20. Ele foi criticado por entrar no reality com a mulher, Sammy Lee, grávida de oito meses: Jack, o filho do casal, nasceu durante o programa, no dia 16 de fevereiro. 

A boa impressão que passou no início, entre os outros participantes, acabou mudando com alguns dos colegas acusando-o de ser manipulador. A situação rendeu brigas com Prior e Guilherme, que foi o sexto a deixar a atração. 

A situação mais complicada da passagem dele pelo programa foi quando, por pouco, não foi expulso, acusado de assediar duas colegas durante uma festa.

Flayslane e Marcela foram questionadas se sentiram incomodadas com a situação. Marcela, que ele tentou beijar por trás, e Flay, que ele abraçou e pareceu apertar o bumbum, disseram não ter visto problema na conduta do colega.

Ainda assim, Pyong foi chamado ao confessionário e avisado dos atos como uma espécie de ultimato. Ele botou a culpa na bebida e se desculpou. 

Apesar das polêmicas e abusos terem manchado sua participação no programa, Pyong também protagonizou momentos que divertiram o público como as vezes em que dançou nas festas (e especialmente quando lançou passinhos para “Pesadão”, de Iza) e nas provocações a comentários de Hadson, outro que já foi eliminado.

Comentários

AVISO - Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie através do nosso whatsapp 71 99663.6360 ou do email jornalismo@maisregiao.com.br. Leia as perguntas mais frequentes para saber o que é impróprio ou ilegal. TERMOS DE USO

mais notícias » Leia também

Publicidade
Publicidade